sexta-feira, 6 de julho de 2012

Apesar





                                Apesar de pequenas tragédias pessoais
Que todos vivemos em nossa permanência
Somos tão diferentes, ainda que iguais,
Solitárias ilhas no mar da existência.

Apesar do adeus e da inútil saudade
Que qual lâmina fria contra a pele nua
Corta de repente, o relógio ainda bate
E nos faz lembrar: a vida continua.

O sol vai nascer, a cada manhã,
Apesar do vazio insubstituível,
P'ra secar a imensa ferida malsã
De uma dor que hoje é indescritível.

E que há de doer, iminente memória
Trazida do ontem por uma canção
Ou talvez por um sonho, pedaço da história
Daquilo que hoje é só recordação.

6 comentários:

  1. A dualidade está em tudo mesmo. Saber lidar com a dor é que faz a diferença, pois pensar que ela não vem é pura ilusão. Como você bem disse num dos versos: a vida continua. É mesmo isso.

    ResponderExcluir
  2. Ana,sempre uma poesia inspirada em seu blog!Ficou muito bonita!bjs e meu carinho,

    ResponderExcluir
  3. Um texto talvez imarcescível, Anna. Quatro fragmentos (estrofes?) para fazer-nos meditar sobre a nossa passagem no mundo.

    ResponderExcluir
  4. "Apesar de pequenas tragédias pessoais"
    "Apesar do adeus e da inútil saudade"
    "O sol vai nascer a cada manhã"
    "E que há de doer, iminente memória".

    "Que todos vivemos em nossa permanência"
    “Que qual lâmina fria contra a pele nua"
    "Apesar do vazio insubstituível"
    "trazido do ontem por uma canção".

    “Somos tão diferentes, ainda que iguais."
    “Corta-nos de repente, o relógio que ainda bate"
    "p'ra secar a imensa ferida malsã".

    “Solitárias ilhas no mar da existência"
    "faz-nos lembrar: a vida continua."
    "De uma dor que hoje é indescritível"
    “daquilo que hoje é só recordação.”

    Fiz uma brincadeira trocando as frases.

    ResponderExcluir
  5. A certeza de que haverá uma manhã,faz superar estes momentos que nos atordoam.
    Bela inspiração amiga.
    Um abração.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

VOLTANDO...

Veneza Olá, pessoal! Estive fora por uns dias, realizando um grande e muito antigo sonho: conhecer a Itália! Foi uma experi...