segunda-feira, 23 de julho de 2012

A Pena





Aquele que diz: "Tenho pena,"
Muitas vezes, quer mostrar
Sua 'superioridade...'
Ninguém há de sentir pena
Daqueles a quem admira,
Ama, ou considera dignos
De ter entre os seus afetos...

A tua 'pena,' eu dispenso,
Nem tenho pena de ti...
Pois a pena que tu sentes,
Talvez seja o sentimento
(O único sentimento)
Que há de brotar de ti...

Fiques tu, com tua pena ( malogro de piedade)
E eu fico com a minha pena (minha palavra, verdade).

7 comentários:

  1. A pena que vale a pena é a que nos leva à palavra.

    ResponderExcluir
  2. Ana,que super poesia!A tua pena está inspirada!Bjs,

    ResponderExcluir
  3. Podemos nos sensibilizar com o sofrimento das pessoas, sem que isso signifique sentir pena. Ninguém gosta dessa posição. Há que ser dispensada, com verdade.
    A pena que produz palavras, esta sim, merece aplausos. Lindas suas colocações, nesses versos. Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Olá Ana, voltei. Definitivamente,gosto e identifico-me com as coisas que escreve. Aqui, deste lado do Atlântico, costuma dizer-se que penas têm as galinhas (não serão só as galinhas, mas todas as aves).
    Assim, voltei para ser sua seguidora.
    Do comentário que deixou no meu blog, gostei principalmente da parte final, daquilo que você não muda.
    Voltarei sempre. Teresa

    ResponderExcluir
  5. Olá, parabéns pelo seu blog!
    se você puder visite este blog:
    http://morgannascimento.blogspot.com.br/
    Obrigado pela atenção

    ResponderExcluir
  6. Aplausos Ana,ficou otima esta proposta.
    Linda a palavras que faz verdade.
    Um abração de paz e luz.
    Bom passear por aqui.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

VOLTANDO...

Veneza Olá, pessoal! Estive fora por uns dias, realizando um grande e muito antigo sonho: conhecer a Itália! Foi uma experi...