segunda-feira, 2 de julho de 2012

Conselhos ao Filho que eu Não Tive



Bem, por algum motivo, você não nasceu. Passamos a vida toda fugindo um do outro (acho que ambos tivemos nossos motivos), e quando você finalmente criou coragem para vir, perdeu-a antes de nascer. Acho que pensou melhor. Mas muitas vezes eu me pego perguntando a mim mesma: "Ana, se você tivesse um filho, que conselhos lhe daria?"

Talvez, se eu tivesse um filho, eu jamais diria estas coisas a ele... mas como não tive nenhum, dou a mim mesma o direito de dizê-las. Afinal, "Pimenta nos olhos dos outros, é refresco," como alguém bem disse... mas se eu tivesse um filho, eu diria a ele...

1) Pais não são heróis, como muitas vezes queremos que eles sejam. Pais erram mais do que acertam, muitas vezes, e podem dar conselhos demasiadamente cretinos que eles próprios jamais seguiram, como por exemplo, "Ofereça a outra face," "Nunca arrume confusão," "Sempre obedeça aos mais velhos," "Jamais responda a uma afronta," "Durma cedo e acorde cedo." Estes são apenas alguns deles. Mesmo assim, em certas ocasiões, estes conselhos são válidos. Cabe a você usar seu bom senso e descobrir quando.

2) O mundo não gosta de quem diz sempre a verdade. Não importa o quanto os pais digam isso, eles estão mentindo ... você descobrirá, à duras penas, que as pessoas falam uma coisa e fazem outra. Elas vivem pregando que admiram as pessoas que tem coragem de ser elas mesmas, mas na prática, não é bem assim, e os pais sempre aconselham os filhos a ficarem bem longe destas influências perniciosas. Estas pessoas são aquelas que 'estão sempre arrumando confusão.' São os contestadores. Gente perigosa... mesmo assim, diga sempre a verdade. Jamais se afaste de si mesmo através da mentira. Pode ser que você não faça muitos amigos agindo assim, mas os que fizer, serão verdadeiros.

3) Selecione bem os seus amigos. Não se importe com quantos amigos você tem, mas se você tiver apenas um que for verdadeiro, já será o bastante. E jamais confunda 'amigo' com 'companheiro de farra!' Estes últimos são apenas divertidos, servem de companhia para sair e aprontar todas, mas não são confiáveis. Leve sempre seu próprio dinheiro para o táxi, mantenha seu telefone sempre abastecido, e, acima de tudo, não beba do copo deles. E cuidado com os interesseiros de plantão!

4) Use sempre o seu bom senso, e não acredite em tudo o que alguém lhe disser. Pense bem, analise, raciocine. Tire suas próprias conclusões, e nunca vá com a maioria das opiniões - elas geralmente estão erradas.

5) Ajude em casa, não se contente em ser um inútil. Nada do que se aprende é demais, e será sempre uma boa ideia aprender coisas que hoje em dia são consideradas desnecessárias, como fazer bainha em uma calça, cozinhar (nem que seja apenas macarrão com salsicha), trocar lâmpadas, lavar uma roupinha, fazer uma cama, varrer uma casa, desinfetar um ferimento, ler mapas e sistemas GPS. 

6) Não compre uma motocicleta. Já vi pessoas que tiveram suas vidas destruídas por causa delas. Espere até que você esteja mais maduro, e compre um carro.

7) Não use drogas. Não fume. Não tenha necessidade de encher a cara para divertir-se. Antes de pensar em usar drogas, olhe em volta: algum de seus amigos usuários passou a levar uma vida mais feliz após passar a usá-las? Os problemas deles se resolveram? Não é fugindo dos problemas que eles se resolvem, e sim, enfrentando-os com coragem e discernimento. E a maioria dos problemas que aparecem podem ser evitados, se desde o início, usarmos de bom senso.

8) Escolha uma carreira baseado no que você deseja, e nem pense tanto se o dinheiro que você vai ganhar será muito ou pouco. Escolha sua profissão por vocação, e não por dinheiro, ou você será um profissional mercenário, infeliz e incompetente. Dinheiro é importante, é claro, mas ser feliz também é, e ninguém é feliz quando passa a maior parte do tempo fazendo uma coisa que odeia.

9) Não seja um valentão. Não pratique bullying, e nem permita que alguém o pratique em você! Há várias maneiras de evitar sofrê-lo; por exemplo:
a) Seja um cultivador do seu físico, pratique esportes, exiba uma aparência que desestimule os praticantes de bullying - mas , repito, não se torne um valentão!
b) Se alguém tentar humilhar você, denuncie ao seu professor, ou a um adulto de confiança.
c) Exponha o praticante de bullying. Deixe que os outros colegas saibam quem ele é e o que ele faz.

10) Não minta aos seus pais, dizendo que está em um lugar quando estiver em outro. Isto pode ser perigoso. Sempre diga onde está.

11) Use camisinha. Não fique grávida, nem engravide ninguém. Doenças venéreas são reais. A Aids é real. A morte é real. Não transe só por transar, não viole a natureza divina do seu corpo. Não saia beijando estranhos por aí... valorize-se!

12) Mais uma vez, quanto aos amigos... amigos de verdade jamais pedirão que você minta para favorecê-los. Estes são parasitas. Amigos de verdade não pedem dinheiro emprestado, e na eventualidade desta remota possibilidade, sempre pagarão no dia combinado, evitando fazê-lo o tempo todo. Amigos de verdade não oferecem cigarros ou drogas a você. Não dirigem feito loucos quando há outras pessoas no carro dele. Não deixam você 'na mão' e sem carona para casa de madrugada porque encontraram coisa melhor para fazer.

13) As pessoas mais importantes do mundo são as da sua família. Jamais se afaste delas, nem troque-as pela companhia de estranhos, pois em momentos de necessidade, são elas que estarão ao seu lado. Mas jamais admita que, por serem de sua família, elas o torturem. Às vezes, é necessário afastar-se de algumas pessoas quando elas nos usam, nos criticam demasiadamente, não nos compreendem, não se sentem felizes com as nossas vitórias e não expressam a vontade sincera de que sejamos felizes. Neste caso, talvez a convivência pacífica seja a melhor pedida. Mesmo assim, sempre haverá alguém em sua família com quem você poderá contar em todas as horas, sejam elas alegres ou tristes, e estas pessoas (ou pessoa) serão sua verdadeira família.

14) Seja sempre sincero consigo mesmo. Não diga que está feliz se estiver triste; não cante se tiver vontade de chorar. Não chore se tiver vontade de cantar. Que cada sentimento seu seja legítimo, uma homenagem à vida verdadeira, um direito a ser quem você é de verdade, um sorriso - ou uma lágrima - sinceros a você mesmo e a quem o cerca. Não guarde esqueletos em seu armário. Seja verdadeiro a respeito das coisas que você quer ou não quer, gosta ou não gosta, sente ou não sente. E prepare-se para ser criticado e ostracizado  por isso. valerá a pena.


7 comentários:

  1. Olá!Bom dia!
    ...eu concordo...eu daria estes 14 conselhos sim....entre o que imaginamos e a realidade há uma distância, e que devemos percorrê-la...
    Obrigado pelo carinho de sempre!
    Boa semana!
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Sábias palavras, faria a mesma coisa, todo conselho é válido, ainda mais quando se trata da prole, beijinhos☻

    ResponderExcluir
  3. Que lindo texto, Ana! Parabéns.
    Beijos,

    Carla Giffoni

    ResponderExcluir
  4. Amiga Ana.Quantos conselhos sábios e maduros. Pena que a vida fora do lar, sempre aconselhe de forma diferente.
    Tenho três filhos, dois rapazes e uma moça.Só são parecidos na aparência, mas no comportamento são completamente diferentes um do outro.
    dois são professores e um é analista de sistemas.Felizmente nenhum deles deu para trilhar caminhos errados,mas quantas noites insone até que eles encontrassem os seus verdadeiros caminhos.
    Parabéns pelo lindo texto, que só poderia ter saído desta cabecinha privilegiada. Um abração do amigo Ciro

    ResponderExcluir
  5. Os conselhos são perfeitos. Se ele iria seguir já é sonho, ou ilusão. Boa intenção já vale.

    ResponderExcluir
  6. seu filho seria muito feliz em te-la por perto. !! aplaussos a MÃE que há em voce ! olguinha

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pela sabedoria dos conselhos, menina. Genial!
    Também não tive filhos.
    Abraços.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Mandrágora

Teu Nome – raiz de mandrágora Perpassando o meu caminho, Me fazendo tropeçar... Um dragão adormecido Em isolada cave...