segunda-feira, 2 de julho de 2012

Me Despeço






Adeus para sempre!...
Vou em frente,
Sem olhar para trás...

Me despeço de ti
Sem nenhuma saudade,
Sem dor ou piedade,
Mas com tal alegria
E esperança na vida,
Que me sinto mais leve!

Por favor releve,
Essa minha alegria
Ao te ver pelas costas!...

Semeaste tanta dor,
Em mim mesma e pelo mundo,
Ceifando vidas,
Separando famílias,
Desfazendo uniões,
Cortando a carne
Que sangrou, em tuas mãos!

Adeus, maldito!
Não levo de ti
Mais nada comigo!

A não ser
As lições que aprendi...

Pensando melhor,
Acho que foi preciso
Que tu tenhas
Feito isto comigo,
Arrancado a minha pele,
Pondo sal nas feridas,
Matado a esperança
Semeado a dor...

Mesmo assim, adeus!
Já vais tarde!

Leva contigo
Todo o mal que causaste!
Essa casca de ouro
Que esconde esse bronze
Sem brilho, escurecido
Que veio contigo,
2011!


***
Escrito em Dezembro de 2011, um ano dificílimo do qual fiquei muito feliz ao despedir-me. Meu mundo é real. As pessoas ficam doentes, morrem, há muitas dificuldades a serem superadas. Não vivo em um mundo de mentiras. Minha vida não é um mar de rosas infindável. Tenho os pés bem fincados na realidade das coisas, nada em minha vida veio de mãos beijadas. Apenas um lembrete.

9 comentários:

  1. Oi preciosa Ana,
    grata por está comigo, e por comentar aqui,
    deixando o Selinho pra voce postar na sua página carinho do meu blog AMIGOS QUE FICAM pra seu blog>
    http://1.bp.blogspot.com/-RcGN6jFmhbs/T-ylfUIt63I/AAAAAAAABRA/urOfioVEaN4/s250/AMIGOS%2BQUE%2BFICAM.jpg
    Ah também convido você a seguir também neste perfil meu o blog novo" Amigos Virtuais"
    Te aguardo, viu?
    Beijos
    Eu! Leilinha

    ResponderExcluir
  2. Ah ia esquecendo, dê uma olhada nos quadrinhos abaixo da minha foto com nome deste blog, esses quadrinhos ai são os meus outros blogs, basta clicar, esteja convidada também, rsrs.
    Cheiros
    Eu! Leilinha

    ResponderExcluir
  3. Seu poema e suas considerações são louváveis. Despedir-se do que faz mal é uma necessidade. As adversidades nos acompanham, é próprio da vida. A sabedoria para lidar com os desafios depende do aprendizado e da coragem de cada um. Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Você não se esconde mesmo, não sei dos pormenores, isso não interessa, o que interessa é sentir a integridade, a beleza, a franqueza, a firmeza e a força do caráter expresso no poema. Poema nota mil.

    ResponderExcluir
  5. Olá Ana!
    É uma virtude real esta tua poesia:
    Seguir em frente, não se apiedar quando a dor escapela o sentimento.
    É valentia tomar atitudes que se reverta em salutar das lições: daquelas que causaram feridas, que matam esperanças...
    "Adeus para sempre!...
    Vou em frente,
    Sem olhar para trás..."
    Abraços

    ResponderExcluir
  6. ...mas não levou a poesia
    que mora no teu ser
    ...não levou o gosto pela flores
    eu sei que a vida não é um mar de rosas
    mas tem a rosa bela e ela tem espinho
    é preciso saber acariciá-la para não se ferir
    é preciso tomar cuidado com o último
    verso
    muito cuidado

    seja feliz

    Luiz Alfredo - poeta

    ResponderExcluir
  7. O mais importante é saber que tudo passou e uma nova manhã de esperanças deve ser valorizada e perseguida.O que passou deixou uma historia,alegre ou triste.
    Um carinhoso abraço Ana.
    Bela semana a voce.

    ResponderExcluir
  8. Fez muito bem em despedir-se do que tanto te fez mal, Ana...as lições ficaram, te fizeram crescer, muito legal, seu jeito de colocar pra fora o que vai dentro de ti.
    Beijos,
    Valéria

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Até um Dia!

Olá, pessoal! Por motivos pessoais, estarei fora da rede durante alguns dias. Volto em breve! Abraços! ...