domingo, 8 de julho de 2012

Contemplação







Plantar... crescer... colher...
Nem que demorem mil anos,
Aquilo que semeamos
Há de um dia florescer.

Que sejam sementes de flores,
Que não sejam ervas daninhas,
Jogadas, de qualquer jeito.

Que a colheita seja farta,
E que o mau-semeador
Lembre-se sempre, ao lamentar-se
Que um dia, plantou dor.

Um comentário:

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

VIDA

Vida Tão curta Quanto a palavra... Tão plena Quanto a palavra... Tão misteriosa ...