domingo, 8 de julho de 2012

Camadas





Camadas
Mal-amadas
Acamadas
Nadas...

Afoga-se
Em rios
De lavas
Em brasas.

Camadas
Sobre camadas
De nadas.

Unhadas
Com unhas
Encravadas.

Faces
Sangradas,
Desespero
Em camadas.

Sob?
O nada.
Sobre?
Mais nada.

2 comentários:

  1. Poetisa Querida.
    Em breve venho buscar outro poema seu
    não esqueço que erei imaginando ser do Brasil.
    Depois vem nascimento da minha bisneta,meu livro tudo enfim.
    Querida não estou bem espero em Deus que tudo melhore para mim poder continuar feliz com meu blog e minhas lindas amizades.
    Um feliz final de Domingo beijos na sua alma lida.

    ResponderExcluir
  2. .


    Muito bom o que
    eu acabei de ler.

    Beijos,

    silvioafonso







    .

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Não Tenho Mais Nada Contigo

Estou escrevendo estas linhas  Só para deixar bem claro: Não tenho mais nada contigo. Teu rosto não faz mais figura...