segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Sempre Acontece em Setembro





Meu ipê amarelo está começando a florir. Isto sempre acontece em setembro. Lembro-me de quando nos mudamos para esta casa, no dia 4 de setembro de 2004, e ele estava carregado de flores amarelas. Para mim, estas flores anunciam o início de um novo ciclo - a primavera. 

Meu ipê está florindo de novo, meu velho e magrinho ipê. Até quando ele aguentará? Às vezes eu penso que ele deve ser muito velho... tão mirrado! Quando cheguei aqui, ele não passava de um tronco da grossura do meu braço, com dois - apenas dois - galhos na ponta, que se envergavam para lados diferentes. Apesar disso, parecia uma árvore velha. 

Começamos a cuidar dele, e hoje, já existem vários galhos que se espalham, se enchendo de flores. Mas galhos tão fraquinhos, que um vento forte os derruba.

Certo dia, ao chegar em casa após uma tempestade, vi que ele estava totalmente envergado em direção ao telhado da garagem, e que se não fosse pelo amparo do telhado, a árvore poderia ter caído com a ventania. Achei que ele morreria, mas aos poucos, ergueu-se e aprumou-se novamente.

Os pássaros vem alimentar-se de suas flores, que tombam, manchas amarelas amolecidas sobre o gramado, murchando  ao sol, tão frágeis! Meu lindo e pobre ipê amarelo...

Há um grande vaso de flores na entrada da casa, junto aos degraus que descem até a varanda. Há algum tempo, eu vinha notando que uma plantinha começara a crescer. Plantinha esta que eu não plantei. Confesso que eu quase a arranquei, mas decidi deixá-la crescer mais um pouco, para ver o que era. Alguns meses se passaram, e eis que numa manhã, eu me lembro da plantinha, e vejo que ela já tem alguns palmos de altura. É quando o vento derruba uma das folhas fraquinhas do meu velho ipê; comparando-a as da plantinha que está crescendo, vejo que é um novo ipê, um filhotinho!

Acredito que é um sinal. A velha árvore está deixando um herdeiro. Alguém que continue a sua existência quando ela se for. Porque se não for assim, como saberei que a vida continua?





6 comentários:

  1. Ai Ana,lindos os sinais de setembro em tua vida!Adorei o filhotinho de ipê!bjs e boa semana!

    ResponderExcluir
  2. Magnífica Natureza que recompensa quem a trata bem!

    ResponderExcluir
  3. Belo Ana, belo texto. Essa sua intimidade com a natureza é sempre delicada e surpreendente. Boa noite; Braga.

    ResponderExcluir
  4. Olá amiga! Passei pra desejar uma linda noite e uma semana de muita paz e felicidade,.
    Deixo esse pensamento de um autor desconhecido que nos alerta como é bom ser feliz e para isto devemos viver bem.
    Viver bem é não ter vergonha de ser feliz e curtir cada momento porque é único. É poder sentir e chorar de alegria, transbordar afeto, carinho e amor por onde passa. É acordar e ter a certeza de que esse será o melhor dia da sua vida!!!
    Abraçoss

    ResponderExcluir
  5. ana como eu gosto de ipe... amo. seu texto é lindo. ipe é simbolo que soberania... de momentos... de épocas.... que bom ve-lo florir. abraços lamarque

    ResponderExcluir
  6. Um encanto esta interação com a natureza e voce neste privilegio de ter uma arvore assim a lhe colorir os olhos.Bela loa ao Ipê.
    Meu abraço Ana.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Até um Dia!

Olá, pessoal! Por motivos pessoais, estarei fora da rede durante alguns dias. Volto em breve! Abraços! ...