sábado, 15 de setembro de 2012

Não é Nada!...



Essa nuvem nos olhos
Não é nada!...
Vem da chuva fininha,
Vem da tarde nublada...

Esperanças caíram
Na calçada.

Não é nada, esse medo
Que por hora me abraça!
Talvez seja, em segredo,
Uma dor que não passa...

Mas não há de ser nada,
Pois a noite se alonga,
E os fantasmas e as sombras
Amanhecem...

Depois, me esquecem.
Por isso,
Não é nada.

4 comentários:

  1. Olá!Bom dia!
    Ana!
    Tudo bem por aqui?
    não é nada...me lembrou uma frase de psicologia"Cada um apregoa aquilo em que mais precisa [desesperadamente] de acreditar..."
    Obrigado pelo carinho dedicado ao meu blog!
    Bom domingo!Paz e luz infinitas!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Não foi nada, mas estas palavras foram muito! Muito belo!

    ResponderExcluir
  3. Lindo, Lindo Ana ...!!! amo o seu versar ...sempre lindo tudo por aqui ... abçs

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Não Creem em mim

Não creem em mim quando eu digo Que eu a vi, Bem ali, naquela nuvem Que desliza entre as duas montanhas. Eu te diria,...