domingo, 30 de setembro de 2012

ECOS



Gritos loucos
à entrada da caverna
Onde moravam
(Ou pelo menos, era assim que acreditava)
Os monstros que ela mesma criava...

Eeeeeeco!
-Eeeeeeco!
Respondiam-lhe.
E quanto mais alto gritava,
Mais alto respondiam-lhe os monstros.

Se ao menos ela percebesse...

2 comentários:

  1. e o medo, esse monstro de nós mesmos, nos impede de entrar na caverna e descobrir seus tesouros.
    Que linda reflexão em forma de poema. Adorei!
    Abraços. Daniel

    http://dagarpower.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Até um Dia!

Olá, pessoal! Por motivos pessoais, estarei fora da rede durante alguns dias. Volto em breve! Abraços! ...