domingo, 30 de setembro de 2012

Que a Tua Casa Seja Onde Está Teu Coração



Temos o livre arbítrio para escolher com quem e onde gostaríamos de estar. Temos o direito natural de escolher nossos amigos, manifestarmos nossas idéias e opiniões, de incluirmos e excluirmos quem desejarmos de nossas vidas. Assim, também somos incluídos e excluídos.

E por mais que tentem nos calar a boca, para que deixemos de expressar nossos pensamentos e ideias, jamais devemos baixar as nossas cabeças, aceitando aquilo que os outros nos impõe como certo apenas para 'manter a paz,' às custas de nossa alma. E isto pode significar desagradar a alguns. Pode ser que alguns nos virem as costas, apenas porque não concordamos com eles, e que levem junto com eles, outras pessoas que amamos, influenciadas (mal influenciadas) por suas opiniões. Quando isto acontece, dói; mas é uma dor que vale a pena, pois ficamos sabendo quem gosta realmente de nós.

Não é fácil descobrir que pessoas que vemos crescer, levamos à escola, alimentamos, banhamos, e sempre tratamos com o maior carinho e consideração, nos viraram as costas devido a influências de terceiros; não souberam separar as coisas. Não é fácil descobrir que para elas, nós nunca fomos nada, e que elas podem viver muito bem sem a nossa presença, que julgávamos importante.

Mas ao mesmo tempo, descobrimos que sobrevivemos. E que embora possamos continuar gostando delas, e de longe, desejando a elas tudo de melhor, podemos também viver sem a presença delas. Porque a vida é feita de escolhas; escolhemos e somos escolhidos. Rejeitamos e somos rejeitados. E é melhor , muitas vezes, não matar a si mesmo apenas para fazer parte do rebanho, cujo líder nos sufoca.

Respeito a liberdade de escolha de cada um. A vocês, os meus mais sinceros votos de que sejam sempre muito felizes, e de que percebam que seu lar será sempre onde seu coração está. Espero que as escolhas que estejam fazendo sejam muito bem pensadas, e que o solo sob suas casas seja sempre bem firme.

2 comentários:

  1. As vezes acho que o destino existe, e que não podemos evitá-lo. As vezes acho que temos algumas poucas escolhas fundamentais, e elas traçam o destino que não podemos evitar. Porém, na maior parte do tempo, acredito que sempre podemos evitar um destino desgostoso, pensando antes de fazer escolhas. Escolher um amigo, ou permitir ser escolhido, são momentos cruciais. Amigos agregam idéias, ideais e conceitos. Fornecem experiencias únicas, que transformam você em um pouco deles, e eles, em um pouco de você. Provavelmente eles são as escolhas mais fatais e importantes de nossas vidas, e fazemos isso sem pensar em nada, sem motivo nenhum, o que me leva a crer que não podemos mesmo escapar de nosso destino... Pelo menos passaremos por nossos destinos, cercados de pessoas que escolhemos e que escolheram a gente... E isso pode ser divertido...

    Um grande abraço

    =NuNuNO==
    (Que anda meio quietinho... Mas foi destinado a fazer barulho)

    ResponderExcluir
  2. As pessoas que, de fato, amam, sabem respeitar posicionamentos diversos dos seus. Creio que seguir a procissão, simplesmente, não dá prazer a ninguém. E só nos sentimos bem onde nos acolhem com toda a carga que levamos. Bjs.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

AMANHECEU

Amanheceu novamente Sobre as igrejas e telhados dos que ainda dormem E dos que jamais despertarão. Amanheceu sobre as p...