IMAGINA!...








Imagina!...
Há uma esperança alçando voo,
As estrelas por cima...
Páginas brancas que se cobrem
De poemas que transcendem
A compreensão do poeta
Que os escreve...

Imagina!...
Deixa correr solta e sem destino
A palavra que te nasce
Deste voo, desta cisma...
haja verdade, haja humildade
Para aceitar esses versos
Que nunca foram teus...

Imagina!...
Quem sabe, veio das nuvens,
Ou do coração da vida
A qual tu tanto procuras,
Visando encontrar a paz,
Tentando a felicidade
Da qual nunca te aproximas?...

Imagina!...
Deixa o vento te guiar
E te levar para cima...

Comentários

  1. Imaginar e parente do sonhar. Tudo pode. O que não está certo é classificar imaginação como coisa de espetáculo de magia.

    ResponderExcluir
  2. Imagino...
    Que jamais iria embora sem antes parabenizá-la
    Imagino...
    Que sendo por aqui tudo muito sensível e leve
    Imagino
    Até que meu verso a seguir é de afeto
    Quando crio uma sombra no que era escuro
    Imagino também que és uma alma de forte sensitividade
    Pois capta do vento suas energias e desenrola uma belezura dessa...

    bjsMeus

    Catita

    ResponderExcluir
  3. Há muitos ventos por esses dias por todos os lados.
    Num poema meu, num outro da amiga Lola,
    agora o encontro aqui, por esses lados.
    Ventos que sopram, sopram no ouvido,
    sopram palavras,
    levam e trazem a magia aos sentidos
    E como os ventos, nos deixamos levar;
    não á deriva,
    mas pela brisa que entoa canções de mar.

    Que doçura o teu poema, Ana!
    E quanta beleza nessas palavras que dançam dentro da gente.
    Parabéns! Adorei.
    Abraços. Daniel

    ResponderExcluir
  4. Belíssimo...admiro demais seus escritos, Ana!
    Beijos e boa semana,
    Valéria

    ResponderExcluir
  5. Eta poesia... Tocou profundamente a alma. O final da segunda estrofe, admito, pensei nisto, claro que gostaria de tê-lo escrito. O final da terceira estrofe, reflete insipidamente todos os meus versos tristes, sim, porque só encontro beleza em poemas assim... LEVANTO-ME PARA APLAUDÍ-LA DE PÉ E MUITO...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Postagens mais visitadas deste blog

Doce de Abóbora

Sentidos

VIDA