quarta-feira, 5 de setembro de 2012

CREME DE CONFEITEIRO





Ontem, quando acordei, eu não estava bem. Marasmo se instalando... o dia, apenas no começo. O que fazer para que ele não se estragasse?

Olhei para fora; a manhã estava fria e cinzenta, e até minha cadelinha parecia chateada. Nem mesmo os passarinhos tinham aparecido, talvez por causa da ventania forte que soprava.

Lembrei-me do meu livro de receitas, o "Dona Benta." Uma edição nova, que comprei há pouco tempo. Minha mãe já possuía um livro destes, o dela, tão antigo, que a capa estava desbotada, e quase já não se viam as figuras: uma velha senhora segurando um bolo todo confeitado, enquanto um menino a observa de olhos compridos.

Fui para a cozinha. Mas não sem antes chamar a Latifa, minha cadelinha, para acompanhar-me. Coloquei um velho tapete de lã para ela deitar-se junto a porta, e olhei em volta: tinha algumas maçãs e bananas. Trigo. Açúcar. Pensei em fazer uma torta.

A massa pronta, a cozinha aquecida pelo calor do forno, os aromas... as frutas picadas sobre a massa. Levei tudo ao forno, mas achei que faltava ainda alguma coisa. Folheei o livro, procurando por uma receita de um creme para cobrir a torta... achei uma muito fácil e rápida, de creme de confeiteiro. Fica exatamente igual aos recheios dos sonhos da padaria, e coberturas de cucas e pães doces:

-duas gemas
-três colheres de trigo
-meia xícara de açúcar
-essência de baunilha
-duas xícaras de leite.

Peneirar os sólidos, e juntando as gemas, a baunilha e o leite, levar ao fogo até ferver. Se der pelotas, passar na peneira novamente depois de pronto. A torta pronta, joguei o creme por cima.

Ficou tão bom, que eu e meu aluno, que chegou logo depois, consumimos metade da torta. Depois, meu marido consumiu quase todo o restante, e hoje de manhã, ainda tinha uma fatia que devorei com uma boa xícara de café.

Tédio? Para onde ele foi?...

4 comentários:

  1. Ahhhh que legal esse momento Ana! Mas cadê a torta miga, eu queria ver! rsrs...

    Deve ter ficado deliciosa e com esse creme de confeiteiro entaum... Hummmm, nossa senti até o aroma da baunilha! rs

    Tb tenho o Dona Benta, amo as receitas antigas.
    bjs de boa noite
    :D

    ResponderExcluir
  2. seus gulosos... uma torta se foi em curto espaço de tempo rsrs e nós do lado de cá na vontade rsrs bjuu

    ResponderExcluir
  3. Parece incrível que os getos mais simples, tal confecionar uma deliciosa torta, permitam superar uma manhã triste e um dia que se anuncia mal.
    Belo exemplo!

    ResponderExcluir
  4. Muto bem Ana, assim que se ganha um dia, ainda com direito ao pecado capital,rsrs.
    Abraços.
    Mas deu vontade de comer um naco desta torta.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Até um Dia!

Olá, pessoal! Por motivos pessoais, estarei fora da rede durante alguns dias. Volto em breve! Abraços! ...