quarta-feira, 2 de outubro de 2013

O Coração e o Tempo










As memórias
Conservam-se intactas
Dentro do coração,
Pois lá não existe tempo.

As flores não murcham,
As rugas não vincam,
E as crianças
São sempre crianças.

Queria viver
Aonde tudo é sempre,
Aonde as despedidas
Jamais nos ameaçam!

Eu olho para dentro
E ainda te vejo...
Descansas feliz e seguro
Além de tudo,
Aonde o tempo não te alcança.


9 comentários:

  1. Que lindo e suave poema, o tempo, ah, ele parece nosso inimigo, mas acredito que não, o tempo que eu ainda era bem jovem ou até mesmo menina, imaginava com carinho um dia poder me ver como estou hoje, sempre desejava me cuidar para poder envelhecer devagar, um dia quem sabe poderei estar a recordar com saudade do tempo que me vejo hoje, mas é gratificante viver e o tempo não pode nos abater, não podemos deixar isso acontecer!
    As memórias, elas não envelhecem, não se não as deixarmos!
    Abraços linda Ana, amei ler isso aqui!

    ResponderExcluir
  2. Um poema que eu gostei.É um desejo que a realizar-se...
    Mas é um desejo.
    Desejo que esteja bem.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  3. Uma poesia, onde percebo que há muita saudade...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. maravilhoso o conjunto ... poema, ilustração e novo look do blog ...

    ResponderExcluir
  5. Ana Bailune

    O poema é muito feliz, dele se pode dizer: aqui está o poema do tempo, sem tempo e tempo sem tempo, é que nós sempre devíamos sentir.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Ali, ficam gravadas as lembranças e também o sentimento. Memórias são como fotografias, mas daquelas que o tempo não destrói. Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Saudade as vezes sentimos e não sabemos do que!
    Lindo poema Ana!
    Beijos
    Amara

    ResponderExcluir
  8. Sua poesia me trouxe um olhar pro tempo diferente. Gostei. Seu blog tá lindo Ana. Estou sem tempo para me dedicar mais ao meu.
    Quando sobra algum eu não sinto vontade de escrever nem de fazer nada,rs... Bjo grande.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Há Flores Espirituais em Mim

Uma participação dedicada à amiga Rosélia, pelo oitavo aniversário de seu blog: Sinto que há flores espirituais em mim ...