terça-feira, 29 de outubro de 2013

CANTO A MIM MESMO - WALT WHITMAN



CANTO A MIM MESMO



Estão todas as verdades
À espera em todas as coisas:
Não apressam o próprio nascimento
Nem a ele se opõem;

Não carecem do fórceps do obstetra,
E para mim a menos significante
É grande como todas.
Que pode haver de maior ou menor do que um toque?

Sermões e lógicas jamais convencem;
O peso da noite cala bem mais
Fundo em minha alma.

Só o que se prova a qualquer homem ou mulher,
É o que é;

Só o que ninguém pode negar,
É o que é.

Um minuto e uma gota de mim
Tranquilizam o meu cérebro:

Eu acredito que torrões de barro
Podem vir a ser lâmpadas e amantes;

Que um manual de manuais é a carne
De um homem ou de uma mulher;

E que num ápice ou numa flor
Está o sentimento de um pelo outro,

E hão de ramificar-se ao infinito,
A começar daí­,
Até que essa lição venha a ser de todos,
E um e todos possam nos deleitar

E nós a eles.



Walt Whitman



6 comentários:

  1. As gotas de mim , por vezes me agoniam mais ainda...
    bjs
    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

  2. Olá, Ana! Consegui chegar sem me perder. :))

    O poema é lindo. Gosto!

    Beijo

    Laura

    ResponderExcluir
  3. Que um manual de manuais é a carne
    De um homem ou de uma mulher


    Adorei essa frase pq é isso mesmo...
    Beijos...

    ResponderExcluir
  4. Muito bom!
    pinkbjs
    http://pinkbelezura.blogspot.com.br/2013/11/colecoes-voguec-em-seu-guarda-roupa.html

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

SÓ QUERO TER O DIREITO DE DIZER O QUE EU QUISER.

  Porque palavra calada É uma vida sufocada, Eu quero ter o direito De dizer o que eu quiser. Caso eu esteja certa,  Ou mesmo estando errada...