quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Caminhos e Ilhas





Caminhos vários entre as trilhas
Passos que recolhem milhas
As filhas do tempo
Perdidas nas ilhas,
Isoladas pelo pensamento.

Barcos naufragam com o vento,
As trilhas cobrem-se de escombros,
E tudo: o tempo, a distância, o pensamento,
Desfazem, dos barcos, as quilhas.

Nós naufragamos; o mar nos traga,
Somos criaturas sem famílias,
Sozinhos nessa imensidão
Construímos pontes entre as ilhas
Para enganar a solidão.


5 comentários:

  1. BOM DIA MINHA FLOR!
    INSPIRAÇÃO DE UMA DEUSA ...LINDOOOOOOOOO !!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Extraordinariamente belo! És sublime, quando desejas...

    ResponderExcluir
  3. Uma poesia com uma das rimas mais difíceis para os poetas. Sobretudo, ficou leve e inteligente!

    ResponderExcluir
  4. É verdade,construimos pontes porque não suportamos viver sozinhos! Uma belíssima poesia!bjs,

    ResponderExcluir
  5. Ainda bem que podemos construir essas pontes. São meios de união e compartilhamento. Bjs.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Não Sou Luz

Não sou luz; sou uma chama Que teima em manter-se acesa No limiar da incerteza. Minha fé é meu apoio, Meu legado, nes...