quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Tecnologia - um pequeno comentário




A tecnologia veio para ficar. Resistir a ela é como parar no tempo. Mas assim como o cinema não acabou com o teatro, e a TV não acabou com o rádio, o livro virtual não vai acabar com o livro de papel. É apenas uma nova plataforma, uma experiência diferenciada. Acredito que daqui a pouco tempo, o livro virtual poderá estar vendendo mais que os livros de papel, justamente pela praticidade, tanto para o autor em publicá-lo quanto para o leitor em obtê-lo.

O que acontece, é que ainda existe muita resistência às mudanças que chegam cada vez mais rapidamente. Teimamos em permanecer exatamente onde estamos. Ao anunciar a publicação de meus livros pela Amazon, recebi alguns comentários de pessoas que dizem preferir os livros de papel, pois não se sentem prontas para a literatura virtual (ou seria virtualidade literária?). Eu as compreendo muito bem, pois também já estive desse lado há bem pouco tempo.

Ainda quero desfrutar do prazer de entrar em uma livraria física e ficar horas entre as prateleiras escolhendo livros; mas não quero perder a praticidade de, a qualquer momento do dia ou da noite, escolher um título em uma livraria virtual e baixá-lo em questão de segundos por um preço bem mais em conta.

Publicar um livro pode levar tempo demais, pois envolve várias etapas, e sair bem caro... fiz alguns orçamentos para publicar por conta própria, e vi que a publicação de cem exemplares  fica em torno de 4 ou 5 mil reais! Infelizmente, não disponho de tanto dinheiro. Meu grande sonho continua sendo publicar livros impressos, mas enquanto não acontece (e pode não acontecer mesmo), por que desprezar a internet, se ela se mostra um canal cada vez mais adequado e conveniente? Acredito que pode ser um caminho!

Lembro-me de ter lido um comentário que dizia que em ocasião do lançamento do televisor, alguém comentou que o invento jamais decolaria. O mesmo foi dito a respeito dos computadores caseiros. Também ria-se dos inventores de máquinas voadoras, que eram ridicularizados diante de cada tentativa de voar.

Cheguei a receber alguns comentários bastante desanimadores - caso eu decidisse dar ouvidos a eles - dizendo, de forma sutil e irônica, que a publicação virtual é uma boa saída para os fracassados. Bem, eu acho que a saída para os fracassados é criticar aqueles que tentam inovar e fazer alguma coisa boa. Continuarei lançando livros virtuais, e mesmo que ninguém jamais chegue a lê-los, eu continuarei escrevendo, pois sou uma escritora, e não apenas uma autora que visa somente lucros e reconhecimento. Minha página na Amazon vai ficar lá. Se algum dia eu me encontrar entre aqueles raríssimos escritores que tiveram a sorte de receber um convite de uma editora para publicar um livro impresso, melhor; senão, pelo menos eu não terei ficado acuada no escuro, criticando aqueles que tiveram a coragem de tentar.


5 comentários:

  1. Oi Ana
    É por aí mesmo, temos que usar os recursos que temos, e os críticos negativistas, que se danem.
    Parabéns e sucesso.
    Bjux

    ResponderExcluir
  2. Ana,é espantoso como vc escreve tudo que a gente pensa e não consegue expressar.Perfeita sua colocação.Confesso que tb comecei a ler e books há pouco tempo.Venho até pensando em comprar um tablet.Ainda não é igual a leitura de um livro impresso,porque gosto de livros impressos,já acostumei...rsss...mas me rendo aos e books tb!Como leitora e como escritora,vejo uma saida pra gente que não tem editora e nossas obras ficam guardadas pra sempre.Talvez eu seja fracassada,talvez não tenha o talento necessário pra estar nas livrarias,mas me sinto realizada por poder escrever e ter meus livros por aí,mesmo virtuais.É uma vaidade que depois de tantos anos,me dou ao luxo,por que não?...rss..e acabei falando demais!Prova que seu texto mexeu comigo!bjs,

    ResponderExcluir
  3. Ah! E já adquiri seu livro de poesias!Só falta o outro,mas não estava lá na página do Amazon.bjs,

    ResponderExcluir
  4. Publicar na Internet é coisa de fracassados? Já ouvi isso também... tsc tsc tsc Criei o Quintextos e estou vendo crescer a cada dia minha biblioteca virtual. Meu objetivo é oferecer gratuitamente bons livros e enquanto puder alimentar esse hobby, vou alimentando. Fracassado é todo aquele que tem medo de tentar novos caminhos. Em certas plataformas seu livro está no mundo! Pois o que interessa é quem já está por lá, comprando livros, as pessoas são a diferença e na Amazon há 'leitores', não simplesmente distribuidores de comentários vazios. Sucesso, Ana, e que seus livros encontrem cada vez mais leitores que saibam apreciá-los. Abraços, fui!

    ResponderExcluir
  5. Ana, já há mais de um ano ganhei um ereader e venho me adaptandomuito bem com ele. Aos poucos, estou substituindo livros de papel por ebooks. Uso também o iPad para baixar livros. Gosto do livro de papel e creio que ele não vai desaparecer. Mas temos que aprender e aceitar novas tecnologias. Além do que, por falta de espaço, tenho mesmo que fazer a opção prlo virtual. Fracassado é quem fuca parado no lugar, empacado, esperando milagres ou a sorte cair do céu. Desejo a você muito sucesso, porque você é uma escritora excepcional. Com certeza vou comprar todos os ebooks que você lançar. Abraços

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Exageros

    Assisti a um vídeo na internet no qual uma drag queen montada dava palestras em uma escola para crianças que, aparentemente, t...