A Felix o que é de Felix






Felix - personagem magistralmente interpretado pelo ator Matheus Solano - tem sido o alvo de muitas análises psicológicas, críticas, simpatias e antipatias. Ninguém negaria sua maldade; mas será que toda  maldade é inata? 

Seu charme é irresistível; sua maldade, quase sempre, explícita. Um personagem que, talvez por ter sido vítima de preconceito durante toda a sua vida, exerce uma tirania preconceituosa contra todos que ele considera estar em posição inferior a dele na escala social.




Uma criança que cresce sem ser aceita pelo pai - a quem passa a vida tentando impressionar, tentando ser amado, valorizando cada olhar e cada migalha de atenção - e que tem o apoio incondicional da mãe em virtualmente qualquer situação, poderá tornar-se um adulto equilibrado? Alguém que teve sua sexualidade reprimida, sendo tratado como um anormal, obrigado a casar-se com uma mulher e ter um filho a fim de salvar as aparências e garantir uma pequena réstia de admiração paterna, poderia ter se tornado alguém amoroso?





As pessoas são diferentes; em muitas situações, vemos rosas crescendo no meio do lamaçal, e espinhos horrorosos nos melhores e mais bem cuidados jardins; mas na situação de Felix, o que eu enxergo é uma criança que cresceu em um jardim de flores falsas e podres. Tudo em sua vida é uma mentira: o casamento dos pais, a origem da irmã, a filiação de seu suposto filho - que mais tarde, ele descobriu ser seu meio-irmão, e seu casamento falso com uma prostituta contratada pelo próprio pai. Todos lindos, bem vestidos e perfumados, mas cheios de podridão e falsidade por dentro. Acho que Felix teve poucas chances de tornar-se alguém melhor. Sua maldade reprimida, quando vinha à tona, era imediatamente sublimada pela mãe, que passava panos quentes sobre tudo o que ele fazia, desde que não fosse ela mesma a atingida.



Assim, Felix cresceu sem princípios e sem limites.

O pior veio à tona - agora que todos descobriram que ele cometeu o imperdoável, o ato mais abominável, cujos praticantes são execrados até mesmo entre seus iguais criminosos em prisões e reformatórios: um quase infanticídio contra a própria sobrinha - sua mãe vira-lhe as costas. Aquela que era seu único porto seguro, a única pessoa a quem ele realmente amava, e que poderia ter alguma chance de modificar-lhe ao menos um pouquinho o caráter, deixa-o sozinho em um mundo no qual ele não foi preparado para viver. Este abandono, além de irresponsável, não seria também um ato cruel?



Qual será o final de Felix? O que ele fez merece perdão? Acredito que o autor preparou para ele o final que ele merece: alguma coisa bem infeliz, como a prisão, a loucura ou a morte. E embora o Felix-personagem seja punido no final, existem na vida real centenas de milhares de Felix que talvez jamais conheçam o sabor da punição. E eles nem são tão bonitos e charmosos.


Acho que entre todos os crimes que Felix cometeu, o segundo pior deles foi o de ter passado toda a sua vida tentando impressionar alguém que sempre o desprezou. Com certeza, poderia ter sido muito feliz se tivesse virado as costas ao pai, como este fez com ele.



Comentários

  1. muito interessante sua análise e percepção ... com certeza o Solano está impecável no papel ...

    ResponderExcluir
  2. Ele está maravilhoso nesse papel e tantas vezes temos raiva dele ,do que fez. Logo a seguir, temos que rir das suas "tiradas" e frases... Demais! beijos e vamos esperar pra ver!! chica

    ResponderExcluir
  3. Olá Ana,

    Matheus Solano está atuando impecavelmente como Félix. Excelente ator.
    Félix nos desperta amor e ódio. Há momentos em que tenho muita pena dele. Não é fácil ser rejeitado pelo pai; aliás, um pai que ele sempre admirou. Tanto César quanto Pilar falharam com ele. Também fiquei surpreendida com a atitude de Pilar, que colocou seu 'adorado filho' na rua, sem qualquer piedade, mesmo sabendo que ele não tinha meios para sobreviver sozinho. Que mãe é essa?
    Confesso que torço pela regeneração do Félix e para que ele tenha um final feliz.

    Excelente sua análise.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  4. Um ator que valoriza muito o seu papel.
    Um personagem fruto de inúmeras mentiras e que teve uma criação completamente deturpada por seus pais. Sempre existe para todos, oportunidades de regeneração, embora é preciso que alguém lhe ajude, lhe ampare.

    Beijos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Postagens mais visitadas deste blog

Doce de Abóbora

VIDA

Sentidos