terça-feira, 12 de novembro de 2013

TV e Bons Exemplos





Hoje em dia, muito se fala sobre a má qualidade das novelas, reality shows e programas exibidos nos canais de TV. Em algumas casas, assistir TV é proibido, e os pais acham que assim estão protegendo seus filhos. Acontece que, na realidade, aquilo que eles são proibidos de assistir pela TV, eles assistem através de seus iPhones, computadores e tablets, e se eles não os tem, assistirão através dos aparelhos de seus colegas de escola. Com certeza, aquilo sobre o que a criança está curiosa e que os pais se recusam a responder e esclarecê-las, elas aprenderão através de amigos ou de outra forma, nem sempre adequada ou correta.

Portanto, proibir e esconder não é a solução. 

Acredito que a solução seja educar; ao assistir uma novela, por exemplo, dizer à criança: "Você vê a atitude daquele personagem? Você acha que ele está agindo certo?" E explicar que certas atitudes são erradas, pois magoam pessoas ou levam a outras consequências desastrosas. Até mesmo os atos imorais podem servir para construir um bom caráter, desde que haja orientação adequada. Quando os pais escondem dos filhos as coisas ruins da vida, estão simplesmente deixando de explicar aquilo que eles mais precisam entender e combater.

Acredito que simplesmente proibir vídeo games e brinquedos que mostram ou induzem comportamentos violentos também não é o suficiente; é preciso ensinar o motivo pelo qual um comportamento abusivo e violento é reprovável. 

A internet pode ser uma ferramenta de aprendizado e interação saudáveis, desde que as atividades da criança sejam monitoradas, e que ela aprenda a identificar aproximações mal-intencionadas; crianças não são estúpidas, e aprendem rápido! Mas muitas vezes, os pais não querem explicar-lhes o que é um pedófilo, como eles agem, e o porquê de não se fornecer a estranhos dados pessoais como endereços, telefones ou fotografias de família.

Chegamos a um ponto onde é impossível retroceder; aquilo que foi criado não poderá ser destruído. A tecnologia existe, os meios de comunicação existem, as novelas não mudarão seu conteúdo para histórias inocentes onde a maioria dos personagens são bonzinhos e os vilões, sempre punidos. Temos que viver dentro deste contexto, quer gostemos, quer não. Não há como conservar a inocência de uma criança durante muito tempo, e eu acho que tentar fazer isto pode ser mais perigoso ainda!

Mas quem é o responsável por incutir bons valores nas crianças? Certamente, não é a TV, nem a Internet! São os pais, a família! Reclamar do mau conteúdo das novelas de TV, dos vídeo games e da internet, é passar a responsabilidade adiante; são os pais que devem educar seus filhos, mostrando-lhes a diferença entre o certo e o errado, preparando-os para viver da melhor forma possível dentro do mundo atual.





10 comentários:

  1. Amiga Ana, amei ler aqui, é bem assim, não adianta mesmo proibir, pois o proibido é o que mais atiça a curiosidade, ver a vida com clareza é bom, em casa é mesmo o lugar onde se aprende a viver em sociedade e os relacionamentos familiares são as bases!
    Abraços minha amiga!

    ResponderExcluir
  2. Um tema complicado! proibir,não adianta. Apenas controlar e alertar pois nas escolas eles podem ver tudo e mais um pouco! Há pais e pais...Assim, crianças que ficam até madrugada assistindo tv, veem tudo e depois relatam. Crianças sem limites de horários, rotinas tudo podem e depois dá no que dá! beijos,chica
    Vi que não conseguiste colocar a foto no perfil lá! bjs

    ResponderExcluir
  3. Aplaudindo de pé! A questão é esta mesmo ... cada dia q passa os pais demonstram sua total incapacidade para criar e educar filhos ...

    ResponderExcluir
  4. Já ninguém pode esconder nada de ninguém. Que manipula as novas tecnologias, têm sempre em vistas o lucro. Sendo assim recorrem a todos os meios para o obterem, no caso as televisões. As país têm de recorrer a todos os meios, mesmo pela negativa, para bem informar os seus filhos. Procurando estabelecer o equilíbrio societário.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Ana, muito bom o seu artigo... Concordo mesmo, a responsabilidade de educar/ ensinar a fazer boas escolhas é dos pais! É na família onde se planta, investe bons valores... Vivemos em tempos em que tudo é muito permissivo e mais desafiante na educação... Mas sempre existem "saídas, soluções e meios" mais consistentes, não é mesmo?! Ainda têm bons programas na TV, são poucos...

    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Concordo plenamente com o que você escreve. Excelente artigo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Ola Ana,
    Que lindo seu blog onde o natal ja esta chegando!Adorei.
    Muito bom seu texto. Hoje precisamos enfatizar a importancia da familia
    e dos pais porque são tantas as informações que as vezes os valores são trocados.
    um beijo com carinho

    ResponderExcluir
  8. Educar é tarefa árdua e impor limites é fundamental. Os programas de TV não podem ser permitidos a todas as crianças, pois há que se considerar sua idade e capacidade de entendimento. Conversar, dar abertura para que qualquer tema seja discutido, falar com naturalidade sobre tudo, são caminhos preciosos. Os grandes mestres devem estar em casa e merecer total confiança dos filhos. Bjs.

    ResponderExcluir
  9. É Ana, educar é complicado, por mais que se passe "bons modos" e educação, podemos ter muitas surpresas, mas a base, com certeza é de casa, da família. Proibir não adianta, o mais importante é passar o discernimento da escolha do caminho. Gostei da sua colocação, abraços carinhosos Maria Teresa

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Metáfora

Às vezes, há ainda uma  corrente Muito fina e cristalina Que quer correr para o mar, Ainda há um par de pernas Que...