MOMENTO




Me deixa dormir
No balanço frouxo desta rede,
Me deixa matar a sede
De por um momento, não existir!

Me encerro toda
Completamente
Neste momento.

Não quero nada,
Não tenho medo,
Nem do tempo.





É só o agora
Que me importa,
Abro as janelas,
Arranco as portas
Do meu viver.

Ser, 
Agora,
Calor do sol,
Beijo de brisa,
Canto de pássaro.




Comentários

  1. Lindos versos que compõem um belo poema... Abraços

    ResponderExcluir
  2. Ana Bailune

    O teu poema é de grande expressividade, as próprias ilustrações se coadunam,
    beijos

    ResponderExcluir
  3. A vida, prenhe de momentos, tem seus altos e baixos...
    Sigo pela vida, somente por seguir, vivo buscando meu eu.
    Tô f... mas que importa? Prossigo...

    Fraterno Abraço, MR.

    ResponderExcluir
  4. A ausência do passado é meu cântico de vida.
    Não exijo por um futuro
    Mas ao presente ter direito.

    Feliz fim de semana.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  5. Ana, sabe o que pensei ao ler você? Abandonem-me, pensamentos, quero , por um instante, esvaziar-me de tudo. Muito belo seu poema. Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Belo poema , gostei ,

    tenha um belo fim de semana.

    bjs

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá!!!, Deus te abençoe e bom final de semana, amiga belo poema amei, o seu blog é maravilhoso continue assim, S-U-C-E-S-S-O
    Já estou te seguindo, aguardo a retribuição.
    Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis
    Fanpage: https://www.facebook.com/pages/Batom-Vermelho/490453494347852?ref=ts&fref=ts
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Postagens mais visitadas deste blog

Doce de Abóbora

VIDA

Sentidos