quinta-feira, 12 de setembro de 2013

MOMENTO




Me deixa dormir
No balanço frouxo desta rede,
Me deixa matar a sede
De por um momento, não existir!

Me encerro toda
Completamente
Neste momento.

Não quero nada,
Não tenho medo,
Nem do tempo.





É só o agora
Que me importa,
Abro as janelas,
Arranco as portas
Do meu viver.

Ser, 
Agora,
Calor do sol,
Beijo de brisa,
Canto de pássaro.




8 comentários:

  1. Lindos versos que compõem um belo poema... Abraços

    ResponderExcluir
  2. Ana Bailune

    O teu poema é de grande expressividade, as próprias ilustrações se coadunam,
    beijos

    ResponderExcluir
  3. A vida, prenhe de momentos, tem seus altos e baixos...
    Sigo pela vida, somente por seguir, vivo buscando meu eu.
    Tô f... mas que importa? Prossigo...

    Fraterno Abraço, MR.

    ResponderExcluir
  4. A ausência do passado é meu cântico de vida.
    Não exijo por um futuro
    Mas ao presente ter direito.

    Feliz fim de semana.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  5. Ana, sabe o que pensei ao ler você? Abandonem-me, pensamentos, quero , por um instante, esvaziar-me de tudo. Muito belo seu poema. Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Belo poema , gostei ,

    tenha um belo fim de semana.

    bjs

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá!!!, Deus te abençoe e bom final de semana, amiga belo poema amei, o seu blog é maravilhoso continue assim, S-U-C-E-S-S-O
    Já estou te seguindo, aguardo a retribuição.
    Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis
    Fanpage: https://www.facebook.com/pages/Batom-Vermelho/490453494347852?ref=ts&fref=ts
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Exageros

    Assisti a um vídeo na internet no qual uma drag queen montada dava palestras em uma escola para crianças que, aparentemente, t...