segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Extensões





Puxas os fios
Querendo ouvir os assuntos
De minha mente.

Fazes gambiarras,
Gatos, ligações,
E de todas as ilícitas formas possíveis
Tiras conclusões.

Mas há estática nas extensões,
Não escutas direito,
Concluis e completas
As minhas conversas
Com tuas próprias palavras.

Depois, passas adiante, em noites insones,
O que não sabes,
Lábios sussurrantes colados ao bocal
Do teu telefone,
Crias, qual aranha que tece uma teia,
As tuas verdades.

-ASPONE!
Assistente de Porra Nenhuma,
Flutuas e afundas, flutuas e afundas
Num mar de psicoses, neuroses,
Psicopatias e escolioses mentais,
Os pensamentos tortos e distorcidos
Pela vaidade
Que sai da tua bunda.





13 comentários:

  1. Noooooooooossa e adorei o ASPONE! rs Só tu!! bjs,chica

    ResponderExcluir
  2. Olá Ana,

    Minha irmã tem fobia de aranha e creio que ela fecharia os olhos diante desta imagem-rsrsrs.
    Que desabafo-rsrsrs. Tive que rir e gostei da espontaneidade das palavras. É mesmo assim, infelizmente. Muitos se ocupam demais com o próximo, ao invés de olharem para a própria vida.

    Linda semana.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Ana, que surra!
    Ser controlador é ser assustador!
    Deles sempre quis distância!
    Grande Ana!
    beijo

    ResponderExcluir
  4. Que desabafo! ... É preciso muitas vezes assim fazer.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  5. Há, de facto, pessoas que nos consomem a energia e nos envolvem em enredos saídos da bunda.
    Parabéns, pelo poema que criaste sem te deixares cair na vulgaridade.

    ResponderExcluir
  6. Ana,nem me fale! É horrivel ter ao lado alguem que se diz dono da verdade! Uma bela e forte poesia! bjs,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem me falem... estou com um texto escabroso nos meus rascunhos, pensando se devo publicá-lo ou não. Acho que vou dormir e amanhã de manhã eu decido. Há um limite para tudo - paciência, principalmente. estou fazendo o impossível para não publicá-lo. mas se for preciso, eu o farei.

      Excluir
  7. Ana, não olhei a imagem pois percebi, imediatamente, que era ela, o objeto de minha fobia. Mas não perderia seu desabafo. Muitos gostariam de gritar suas palavras para aqueles que as merecem e nos atormentam. Bjs.

    ResponderExcluir
  8. Olá, Marilene. Mais um emailzinho dessa LUNAtica, e eu solto tudo, e seja o que Deus quiser.

    ResponderExcluir
  9. Extensões fortes e livres! A imagem também complementa as expressões...

    Uma Boa 3ª Feira, Ana... Abraço

    ResponderExcluir
  10. Menina, você é demais, não há quem possa te vencer nas palavras.
    Mas, jamais se iguale ao inimigo. Você é uma pessoa de luz, deixe o sol iluminar, para que as sombras se dispersem. Que seja sempre muito abençoada, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

MISTÉRIO

  Existe um jardim, e nele, uma flor Que todos procuram Embora alguns digam que ela não é. E muito se diz sobre a sua cor: Vermelha o...