terça-feira, 27 de novembro de 2012

Se Você Não Muda...





Se você não muda,
Nada muda,
A paisagem à janela,
O sabor das coisas,
As lutas...

O amanhecer será
Sempre o mesmo abrir de olhos,
E o dia será só
Mero suceder de fatos...

Se você não muda,
Não se transforma,
Não aprende,
A dor passará sempre rente,
E tudo será sempre cinza!

Se você não muda,
A palavra 'rotina'
Será o sinônimo
De 'triste sina,'
Ao invés de conter, em si,
A grande beleza da vida...

Se você não muda,
Tudo será sempre o mesmo,
Suas querelas, seus medos,
Limitações e doenças...

Não há segredo,
É tudo sempre tão simples,
Na vida não há disputas
Se você sabe e entende
Que se você não muda,
Nada muda!

13 comentários:

  1. A VIDA, VIVÊ-LA COM INTENSIDADE, É ETERNA MUDANÇA....CONCISO E EXPRESSIVO. ABRAÇÃO. CELSO

    ResponderExcluir
  2. Adorei o poema, Ana!
    E concordo plenamente, a mudança tem que partir de dentro pra fora, sempre.

    bjs!

    ResponderExcluir
  3. Já que tudo muda, não podemos permanecer estáticos. As maiores mudanças estão em nossa forma de olhar. Bjs.

    ResponderExcluir

  4. Gostei demais do seu blog e já sigo!!!
    Se quiser visitar e puder “seguir” o meu também ficarei muito feliz.

    Beijos.

    Ani

    http://cristalssp.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Ana que belo poema, e como é verdadeiro, é isto mesmo, tudo depende unicamente de nós, meu anjo estou tendo uma reviravolta na vida, tateando para não cair, fugindo de tomar atalhos que não conheço, e tentando passar por alguma porta, por isto ando tão ausente, mas devagar hei de me encontrar e me organizar, perdoa esta atrapalhada aqui, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  6. "Não há segredo,
    É tudo sempre tão simples,
    Na vida não há disputas
    Se você sabe e entende
    Que se você não muda,
    Nada muda!"
    Belíssimo!

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Mandrágora

Teu Nome – raiz de mandrágora Perpassando o meu caminho, Me fazendo tropeçar... Um dragão adormecido Em isolada cave...