quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Reverencia a Mão da Tua Mãe







A mão da tua mãe
É a única no mundo
Que te bate
Para que não sintas dor demais.
É a única que aponta
Tuas falhas
Com sinceridade,
E depois de te bater,
E te acusar,
Te acaricia 
Com o mesmo amor
E a mesma verdade.

5 comentários:

  1. Saudade de todas essas repreensões afetivas e necessárias.

    As avós são tudo de bom!
    bj Ana

    * e teu livro ainda naum foi
    ai que vergonha! kkkk

    ResponderExcluir
  2. São mãos especiais que nunca demonstram cansaço na arte de educar e amar. Bjs.

    ResponderExcluir
  3. A mão de uma mão é a única que dá sem esperar receber..
    Bonitos versos, Ana!

    ResponderExcluir
  4. Que verdade mais linda e sincera. Assim são elas...Lindo e delicado seu poema Ana. Linda a imagem tb. Bjss

    ResponderExcluir
  5. Oi Ana! Obrigada pela visita. Lindos vesrsos, parabéns!! Uma linda noite e um feriado na paz! Bjus

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Mandrágora

Teu Nome – raiz de mandrágora Perpassando o meu caminho, Me fazendo tropeçar... Um dragão adormecido Em isolada cave...