quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Reverencia a Mão da Tua Mãe







A mão da tua mãe
É a única no mundo
Que te bate
Para que não sintas dor demais.
É a única que aponta
Tuas falhas
Com sinceridade,
E depois de te bater,
E te acusar,
Te acaricia 
Com o mesmo amor
E a mesma verdade.

5 comentários:

  1. Saudade de todas essas repreensões afetivas e necessárias.

    As avós são tudo de bom!
    bj Ana

    * e teu livro ainda naum foi
    ai que vergonha! kkkk

    ResponderExcluir
  2. São mãos especiais que nunca demonstram cansaço na arte de educar e amar. Bjs.

    ResponderExcluir
  3. A mão de uma mão é a única que dá sem esperar receber..
    Bonitos versos, Ana!

    ResponderExcluir
  4. Que verdade mais linda e sincera. Assim são elas...Lindo e delicado seu poema Ana. Linda a imagem tb. Bjss

    ResponderExcluir
  5. Oi Ana! Obrigada pela visita. Lindos vesrsos, parabéns!! Uma linda noite e um feriado na paz! Bjus

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Contas

Eram contas de um colar pesado, Sem brilho, um tanto funesto Que alguém usava em volta do pescoço Como uma forma de p...