sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Não Duvides!...





Sou capaz - e tu também
De dar a volta ao mundo
De olhos fechados
Sem sair do lugar.

Posso chorar de rir,
Rir de chorar,
Pegar a estrela
E soprá-la
Para que caia brilho
Sobre a Terra.

Sou capaz,
E não duvides,
De desafiar aquilo
No qual acreditas,
De curar tua alma
Com mordidas,
Apagar teu fogo
Com o isqueiro...

Sei que não soa lisonjeiro,
Mas dou-te nova forma
Com a ponta do dedo,
Abro a ferida,
Toco a ferida,
Curo a ferida,

Ah, vida bandida!...

Sou capaz,
(Mas tu também és)
De ser eterna, e desejar
Possuir o Nada,
E ser tudo, tudo,
Que jamais sonhara!

Eu posso criar
Um novo mistério,
Onde o maior refrigério,
Seja a palavra,
Ah,  e o inferno
Seja a palavra!
Eu posso tudo,
Tu podes tudo,
Podemos nada!

Um comentário:

  1. A força do crer é imensurável. Melhor não duvidarmos das possibilidades. Bjs.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

A Minha Vida

Parada na esquina De pé,  Mas cansada, A bolsa jogada nos ombros Pronta para a viagem Há tempos planejada. And...