sábado, 29 de junho de 2013

Ousa-dia






Ousa-dia


O dia quer seu prazer,
Esfrega sua luz sobre os montes
Que passivos, a recebem,
Espalhando-a sobre a terra.

As águas lambem as pedras,
As aves abrem suas asas
E voam para os cumes altos,
Numa entrega desenfreada.

A manhã explode em vermelhos,
Que após o êxtase, tornam-se 
Rosados tons de açúcar.

E eu fico qual voyer,
Por trás de minha janela
Enquanto a vida copula.

5 comentários:

  1. Belo momento e só faz bem observar e se inspirar nessa hora! beijos,lindo dia! chica

    ResponderExcluir
  2. Ana, assisti à mais bela e explícita cena de amor, de todos os tempos. Bravo!
    Um beijo,
    da Lúcia

    ResponderExcluir
  3. Êxtase total essa poesia sensual...
    "O dia quer seu prazer,
    Esfrega sua luz sobre os montes"
    Explosão de prazeres sem fim...
    Uau!... Amei!
    Bjo

    ResponderExcluir
  4. Olá.
    Boa tarde.
    Sonhos e Desejos, desenhados em texto.
    Adorei. Lindo.
    Te desejo um fim de semana, muito bom.

    ResponderExcluir
  5. Ana,

    Adorei cada metáfora! Quero muito dias assim. Gr. Bj.!

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

REFLEXÃO

Já muito andei sem enxergar, sem ver, O que me fez e me desfez, a fome... "Ana" é o nome que alguém me deu, M...