sexta-feira, 7 de junho de 2013

Não te Vejo!






Não te Vejo!


...E quanto mais dizia, com ensejo
A orgulhosa frase: "Não te Vejo,"
Fechando os olhos à odiada imagem,
Mais esta lhe ocupava os pensamentos!

E então se retorcia, em vil tormentos,
Ao ver o seu retrato impiedoso...
E a boca escarneava, em tom jocoso,
A mesma velha frase: "Não te vejo!"

E quanto menos via, mais sentia,
E o ódio transformava-se, choroso,
Em algo que a gente percebia

No coração trancado, vigoroso,
Um outro sentimento, em segredo...
Semente de tal fruto amarguroso...

*




11 comentários:

  1. Até pensei que era por eu não te deixar comentários, ANA !...
    A cada dia que passa, parece que as horas são menos.

    Um beijo muito AMIGO.

    ResponderExcluir
  2. Ana,

    De certos sentimentos e realidades é inútil fugir. Demais Ana! Gr. Bj.!

    ResponderExcluir
  3. Olá amiga!
    Antes de tudo, quero me desculpar pelo recadinho colado, extrai um dente hoje e não devo ficar digitando .
    Estou aqui para agradecer o carinho da sua vista que sempre me alegra e enriquece as postagens com seus comentários.
    Deixo este pensamento:

    Viver é acreditar no impossível.
    Sem fé, somos almas tristes
    a vagar sem sair do lugar.
    Abraços, um final de semana de muita paz, saúde e feliz.
    Beijos Lourdes Duarte.

    ResponderExcluir
  4. BOA NOITE MINHA QUERIDA !
    OH!!!!!!!!!!!!!!
    TAVA COM SAUDADES DE PASSEAR POR AQUI...SEMPRE APRENDO POR AQUI ALGO QUE ME ALIMENTA ...SEUS ESCRITOS...BJSSSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir

  5. Tempo... tempo... tambor de todos os ritmos...

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Querida amiga

    As vezes quem amamos
    parte de nossas vidas,
    mas continua
    a morar em nossos corações.

    A vida é feita
    dos sonhos que nos habitam.

    ResponderExcluir
  7. Um poema interessante,talvez a negação do próprio eu.Bjs

    ResponderExcluir
  8. Un bonito poema,y el corazón dolido, que tengas un bonito fin de semana.Un ABRAZO

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

IDADE

UMA BRINCADEIRA - MAS UMA BRINCADEIRA SÉRIA! IDADE A idade  tocou-me no ombro,  Perguntando: “Quem é você?” ...