SUSTO








Por mais que luar,
Por mais que estrelas,
A mata é negra
E ameaçadora.
E a lua, enganadora,
Projeta sombras
Atrás de cada arbusto...

A cada curva
Um novo susto.

*

Comentários

  1. Chamou-me a atenção o nome do blog, aí vim conferir. E eis que me deparo com este belíssimo poema. Parabéns pelo trabalho. Abraço!

    ResponderExcluir
  2. São os dois lados...

    Enquanto a luz jorra sobre umas coisas, essas mesmo criam sombras... e muitos sustos!

    bjos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Postagens mais visitadas deste blog

Doce de Abóbora

Sentidos

VIDA