terça-feira, 2 de outubro de 2012

SUSTO








Por mais que luar,
Por mais que estrelas,
A mata é negra
E ameaçadora.
E a lua, enganadora,
Projeta sombras
Atrás de cada arbusto...

A cada curva
Um novo susto.

*

3 comentários:

  1. Chamou-me a atenção o nome do blog, aí vim conferir. E eis que me deparo com este belíssimo poema. Parabéns pelo trabalho. Abraço!

    ResponderExcluir
  2. São os dois lados...

    Enquanto a luz jorra sobre umas coisas, essas mesmo criam sombras... e muitos sustos!

    bjos

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Até um Dia!

Olá, pessoal! Por motivos pessoais, estarei fora da rede durante alguns dias. Volto em breve! Abraços! ...