segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Suposições








Alguém supôs,
E pôs
E expôs
Para tirar
Da língua fria
Aquele gosto
De todo dia,
De feijão com arroz.

Mas do que disse,
Nada sabia,
Apenas pôs,
Supôs 
Expôs
O que não sabia
Não soube antes
E não saberá depois.

Um comentário:

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Mandrágora

Teu Nome – raiz de mandrágora Perpassando o meu caminho, Me fazendo tropeçar... Um dragão adormecido Em isolada cave...