segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Horário de Verão



Chegou o horário de verão. Muita gente não gosta, mas apesar de não apreciar nada o calor do verão, confesso que aprecio os dias mais longos e as noites mais curtas.

Lembro-me de quando eu  namorava meu marido; saíamos do trabalho ainda com dia claro, e íamos tomar um sorvete. Era gostoso poder chegar em casa  com o por do sol no horizonte.

Às vezes comprávamos mangas carlotinha para comer em casa ou fazer picolés. Uma época bastante feliz.

Nunca tive problemas em acordar cedo; portanto, as manhãs mais escuras não me incomodam. Quando eu  trabalhava em cursos de inglês na cidade, eu andava pela Avenida Koeller de manhãzinha, e as luzes dos postes ainda estavam acesas. O curso onde eu trabalhava era localizado em um velho casarão histórico, onde hoje funciona o restaurante Luiggi, e quando a última turma entrava, às seis da tarde, eu dava aulas com os janelões da sala escancarados. Muitas vezes, interrompia a aula para chamar a atenção dos alunos para o por do sol. Era lindo, ver os últimos raios avermelhados penetrando os vãos das copas das árvores na Praça da Liberdade,  entrando na sala de aula.

Do verão, só não suporto o calor; fico com dores de cabeça, mal-estar, inchaço, preguiça... mas gosto da época festiva, que é o final do ano. Gosto dos besouros coloridos no começo da noite, e dos vaga-lumes brilhando na mata. Adoro as tempestades rápidas ao final da tarde, e sobretudo, dos sorvetes! Gosto do natal tropical. Adoro usar vestidos coloridos.

Não sou de praias... não consigo mais suportar a areia e o sal grudados na pele, os cabelos emaranhados e melados pela água do mar, as ardências na pele - que sempre acontecem, mesmo quando eu uso o mais forte filtro solar. Mas até que o verão aqui na montanha pode ser bem agradável, com exceção  de alguns dias realmente quentes. Nestes dias mais quentes, eu não sirvo para nada...

Mas... quer gostemos, quer não, o horário de verão chegou. Tentemos aproveitar o que ele nos traz de bom.


*     *     *     *     *     *     *     *     *




3 comentários:

  1. Os baianos alegaram que, quando eles começam a se acostumar com o horário, já está chegando ao fim. rsrs... Também prefiro o frio. Abraço e parabéns pela crônica. Marcelo Braga.

    ResponderExcluir
  2. Num cenário tão bem pintado, o verão chega a ter o perfume da primavera. Quanta coisa podemos fazer e a maioria apenas reclama. O sorvete e a contemplação dos raios avermelhados foi do que mais gostei. Parabéns, Ana, por essa incrível visão das coisas boas que toda estação pode nos trazer. Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Diferente de você, não gosto de levantar cedo, mas sou capaz de virar a noite, com tranquilidade, se faço algo que aprecio. E sair da cama tarde leva grane parte do dia (rss). Mas não me incomodo com o horário de verão, desde que não olhe para o relógio. Bjs.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Não Tenho Mais Nada Contigo

Estou escrevendo estas linhas  Só para deixar bem claro: Não tenho mais nada contigo. Teu rosto não faz mais figura...