segunda-feira, 7 de abril de 2014

A Mentira




A mentira 
É como uma flecha
lançada nos olhos
De quem nela crê.

Negra tinta derramada
Nas águas claras de um lago,
Veneno posto no doce
Oferecido ao inocente.

A mentira
É um prato florido e vazio
Que só faz ter mais fome
Quem dele come.

Ah, mas os que o servem...
Ah, para estes
Serão reservados
Os mais belos quartos
Com vista indevassável
Dos jardins internos
Do inferno.







7 comentários:

  1. A mentira nunca é boa e sempre faz mal pra quem mente! beijos,linda semana,chica

    ResponderExcluir
  2. Eu odeio mentira, ela machuca e fere fora que a gente perde a confiança.


    bjokas =)

    ResponderExcluir
  3. Mentira e hipocrisia ... duas características do ser humano q abomino e não perdoo mesmo ...

    ResponderExcluir
  4. A mentira tem perna curta já diziam nossos avós e é verdade, gostei muito de tudo que disse, mas não fica brava, é que quando cheguei ao final e li os últimos versos acabei soltando uma gargalhada, gostei tanto, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  5. Gostei em especial dos dois ultimos versos, "dos jardins internos do inferno" é uma bela imagem.

    ResponderExcluir
  6. Gostei do poema, mas detesto a mentira. É das piores
    coisas que me podem fazer.
    Desejo que esteja bem.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  7. Oi Ana, não suporto mentira e mentiroso, e teu poema é simplesmente magnífico, porque elucida bem, o final para quem mente .... os mais belos quartos ...
    Amei, agradeço por compartilhar, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Exageros

    Assisti a um vídeo na internet no qual uma drag queen montada dava palestras em uma escola para crianças que, aparentemente, t...