segunda-feira, 11 de agosto de 2014

OSMOSE




Sempre a mesma dose!

No fundo do copo, o mais forte,
O que sobrou
Do absinto
Eles me servem.

Aprendo não por palavras,
Não pelas travas,
Mas por osmose,
Aos trancos,
Pelos barrancos
E arrancos
De quem me aponta
E de si mesmo
Foge.






Um comentário:

  1. Rebuscada as palavras, osmose é algo sobre água, nem me lembro mais do tempo em que estudava, mas dá para sentir a energia do intento, amei ler!
    Abraços linda Ana!

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

É QUE ÀS VEZES, O ADEUS PESA...

Não, não pude olhar para trás,  Atravessar aquela rua, Ir ao pé da tua janela E me despedir. Não, eu  não pude hes...