MEU POEMA







Meu poema não se prende
Sob a sombra dos telhados
Ou o cerco das paredes.

Voa livre, corre solto,
Não se aquieta, não se cala
Nas tramas finas das redes.

Descansa ao sol da manhã,
E se põe ao arrebol;
Volta num rastro de estrela,
Renascendo de repente
No miolo de um girassol.

Meu poema cai com a chuva,
Ficando nas poças d'águas...
Reflete o brilho da lua,
Contém a lama das mágoas...
De repente, se desmancha
Em fileiras de sorrisos...

Meu poema sobe aos céus,
Vislumbrando o paraíso...
Mas às vezes, ele desce
Chegando até o inferno,
Ressuscita no verão,
Dá seus frutos no inverno...

Meu poema não tem cordas
Que o prendam a um estilo,
Meu poema é vagabundo,
E não precisa de brilhos.
Voa solto com o vento,
E não corre sobre trilhos.

Meu poema é alegoria,
Revela aquilo que eu sinto,
O que vejo pela vida,
O que calo e o que minto.




Comentários

  1. Ana, "seu poema", tão semelhante a "o meu pensamento viaja ..."
    Tivesse eu a arte de assim usar as palavras!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. ADOREI... Poema Vagabundo que nos prende na leitura e grava imagens mentais belíssimas!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Amei o lindo poema Ana! Te desejo desde já um ótimo fim de semana!
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Que lindo poetar amiga Ana, sentir e poder colocar em versos, isso é mesmo para poucos poetas, a poesia é a própria vida, quem a sente e a faz assim, pode se dizer que mesmo sofrendo é feliz!
    Amei demais!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
  5. Vi meu poema no seu... ele é tudo isso...
    Adorei Ana,
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde, Ana.
    Maravilhoso poema, concordo plenamente com ele, é assim mesmo, não nos prendemos por estilos, somos guiados pela inspiração e transpiramos ao criar!
    Excelente!
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
  7. Ai, Ana! Teu poema veio até aqui em casa,entrou pela janela e voou por aqui,atingindo em cheio meu coração! Lindo de viver! bjs,

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Postagens mais visitadas deste blog

Doce de Abóbora

VIDA

Sentidos