segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Poema Bonito






Eu quis escrever 
Um grande poema 
Que fosse bonito,
Sonoro e dourado,
Pra dizer de mim
Do começo ao fim,
Em poucas palavras...

Peguei na caneta,
Calcando com força 
A ponta, nas asas
Da imaginação
Sobre a branca página...
-Somente rabiscos
Da mente, da mão...

De poema, nada!

Soltei a caneta,
E mais um suspiro,
O corpo caído
Na rede, no vento...
Os olhos se foram
Perdidos no tempo,
Singrando colinas,
Sem qualquer intento.

Eu quis escrever 
Um grande poema
Que fosse bonito,
Cheio de arabescos,
Bem metrificado,
Rimado, dosado,
Rosado, suave...

Mas sempre que tento,
Vem a minha alma
E estraga tudo,
Manchando as palavras,
Misturando as rimas,
Desmetrificando,
Dizendo bem mais
Do que eu desejava.




Um comentário:

  1. Ana, quando a alma grita,
    acaba-se a rima,
    fica mesmo embaralhado!
    Lindo, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Anoitecer Suavemente...

Anoitecer devagarinho, Suavemente, Como uma teia de aranha que voa Pelo ar, Brilhando sem se notar... Anoitecer sem p...