segunda-feira, 27 de julho de 2015

Maçã




Da carne branca, o sumo doce,
No coração, suas sementes
Que são cuspidas entre os dentes.

E o futuro cai no chão
De forma simples, displicente...




6 comentários:

  1. Olá,Ana ...essa situação de displicência em relação ao que a vida nos impõe é muitas vezes atribuída ao , suposto, destino inexorável e cruel, contra os quais pensamos ser inútil lutar...por isso, penso eu, não é muito aconselhável para o futuro, ser demasiado displicente ,pois todos temos um caminho longo pela frente e todas as condições de vencer...Agradecido,feliz semana, belos dias,beijos!

    ResponderExcluir
  2. Muito bem, Ana... Profundidade. Há tantas controvérsias numa maçã.

    ResponderExcluir
  3. Displicência, talvez, pois creio que esta seja somente aparente, pois o resultado da displicência pode ser a renascença, ou talvez, uma displicência consciente, talvez.
    O que sei é que por cá sempre encontro com o que me encantar, grato por isso, e pela amizade e visitas, fica com a bênção do criador e, até mais!

    ResponderExcluir
  4. Como o amor, brota na displicência!!!
    Abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  5. Ana, passo para desejar a você um bom final de semana.
    Abraços.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Há Flores Espirituais em Mim

Uma participação dedicada à amiga Rosélia, pelo oitavo aniversário de seu blog: Sinto que há flores espirituais em mim ...