quarta-feira, 25 de março de 2015

Sombrio




Num canto escuro da casa
Os fantasmas aguardam sentados,
Os rostos na sombra,
As mãos nos joelhos,
Os olhos velados
Por sob os chapéus.

As mulheres murmuram
Debaixo  dos  véus,
Os lábios cerrados,
Os rostos em sépia,
Os pés calejados
Descalços e frios.

Os homens aguardam,
De olhos fechados;
Sonhando com o dia,
Se perdem na noite
Sonhos desbotados,
Da Terra do Nunca,
Da Terra do Nada
Jamais voltarão.


Não há nada errado,
É que eles se foram,
Eles já morreram,
Não são nem lembrança,
Pois não há ninguém
Que chore por eles,
Que chame seus nomes,
Que olhe os retratos!




8 comentários:

  1. Será amiga que ficaremos assim tão esquecidos após a partida?
    Então o momento que acontece quando o coração para de trabalhar
    é o momento de tudo terminar?
    Desejo que a amiga se encontre bem.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  2. Amiga Ana, belos versos poéticos, nos levam ao desconhecido, mas há situações assim até entre os vivos, pois a vida foi, é e sempre será um mundo sendo a projeção do outro, principalmente quando não nos esclarecemos por aqui, sendo assim é sempre bom tentar refletir sobre os que muitos dizem "ser mistérios", há muitos lugares em que os espíritos ficam agrupados de acordo com a sintonia, a ilusão!
    Adoro ler, assistir filmes do gênero, pois em tudo há sempre um fundo de verdade!
    Quanto ao esquecimento, é muito triste ser esquecido, eu acho, pois a mente humana tem poderes incríveis em ir ao encontro dos entes queridos e os fazer se sentirem ainda lembrados, amados, mas tudo tem de ser bem dosado para não os atrair e assim os fazerem ficar perto de nós, querendo ajudar e sem o saber, atrapalham!
    Abraços linda amiga, amei ler aqui!

    ResponderExcluir
  3. Ah, que lindo está por aqui, mudaste o visual, está bem suave, aconchegante! Gostei!

    ResponderExcluir
  4. Cada estrofe uma subliminar visão do que já foi. Esplêndido e lindo versejar. Aplausos com louvor! Ousei compartilhar por amar o gênero. Boa noite! Seu Blogue esta do seu jeito, proporcionando agradável estada.

    ResponderExcluir
  5. Ana, eu li umas 3 vezes e em todas eu pude ver as imagens que pintou, nestes versos tristes, com rosto de melancolia e boca de verdades!
    Bacios da fã

    Lu C.

    ResponderExcluir
  6. Ana não sei porque, me deu a sensação de ser os que perdi em vida, nada mais há, nada mais temos pra conversar, nem os retratos existem, nem quero recordar, para que as emoções não voltem a aflorar. Interessante, mantenho um carinho imenso e lembro com saudade, de quem muito me ajudou, sempre que lembro, agradeço muito ao Criador, pelo bem que me fizeram. Obrigada, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  7. Versos preciosos y precioso tu sitio!
    Con tu permiso me quedo para seguirte, llego por intermedio de Yehrow y sus recomendaciones.
    cariños.

    Bajo la Lupa

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

O que Tem na Sua Playlist? Uma Interação

Inspirada por um comentário de paulo Bratz a um de meus posts, que fala sobre um aparelho de som que comprei na Black Friday,...