BOLHAS DE SABÃO







As promessas
São como bolhas de sabão,
Lindas, coloridas, cristalinas,
Refletem a paisagem
Na frágil superfície.

Singram os céus,
Levam consigo os nossos sonhos
E esperanças.

As promessas
Feitas de palavras doces
E incontroláveis,
Não conhecem os limites
Das mentiras voláteis!

-Ah, tolo de quem nelas crê!
O destino de toda promessa
É sumir, aos poucos,
Estourando no ar
Qual bolha de sabão!




Comentários

  1. Minha amiga Ana, com o correr do tempo e da vida, deixamos de acreditar em promessas, pois é, só se aprende com experiências, promessas são mesmo como dizes nesses lindos versos, "Estourando no ar qual bolha de sabão!"
    Amei ler amiga sempre querida!
    Abraços bem apertados!

    ResponderExcluir
  2. Tal e qual Ana, ainda não havia visto tal comparação, mas me pareceu perfeita, obrigada, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  3. Promessas cumpridas alegram o coração e a alma do contrário causam desilusão e insegurança.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  4. Parece q hoje acordamos com o mesmo sentimento ... tudo na vida passa ... coisas boas e coisas não tão boas ... ainda bem q é assim né?
    Tb abordei este tema de outra forma ...

    Beijão

    ResponderExcluir
  5. Ana , promessas comparadas à bolhas de sabão ficaram perfeitas no seu poema . Gostei bastante . Beijos

    ResponderExcluir
  6. Admiro muito que já chega e faz, sem abrir a boca, sem promessas! Lindo poema, abração

    ResponderExcluir
  7. Insira numa bolha de sabão um país chamado Brasil . Adorei o poema. Tenha um lindo domingo. Abraços.

    ResponderExcluir
  8. E assim são muitos de nossos sonhos Ana.
    As promessas geram sonhos e se pocam, uma infinidade de sonhos se entrelaçam em promessas vãs.
    Gostei.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Postagens mais visitadas deste blog

Doce de Abóbora

VIDA

Sentidos