terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Pétalas




Pétalas caem no chão frio...
São levadas pelo vento,
Vão pousar na correnteza
De um impiedoso rio.


Vou com elas; nada sou,
Meu perfume feneceu...
 A flor amarela secou
No jardim onde cresceu.



5 comentários:

  1. Mas que beleza ( triste ) de poesia, ANA !
    E a imagem está perfeita !!!

    Um beijo Amigo.

    ResponderExcluir
  2. Poema singelo, delicado e melancólico, nem por isso menos belo.
    Amo tudo que escreves!
    bacios

    ResponderExcluir
  3. Muito triste Ana, profundo, mas de uma beleza intensa, obrigada, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  4. Assim como na vida ... os momentos são como as pétalas das flores ... dão e passam ...

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

MINHA MISSÃO É ESTAR AQUI

Estava lendo  uma entrevista da psicóloga e personal coach americana Laura Ciel, no qual ela fala sobre aquele momento (momen...