Outono

outono.gif


...E quando as folhas caem,
Secas, quase em pó, 
É dos meus galhos que elas caem, 
E é no meu chão que elas pousam.

Do pó no qual se transformam,
Surge um adubo
Forte,
Que transcende a morte,
A seiva das raízes!

E quando eu fecho os olhos, assim,
Não o faço por ti, mas por mim,
Para que eu tenha tempo
De renascer em brotos,
Ver rebrotar os meus cotocos,
Enfim.



Comentários

  1. Olá,querida Ana
    Também estive em cotocos... gostei de ler um poema tão semelhante a algumas fases da minha vida... Muito lindo!!!
    Bjm fraterno

    ResponderExcluir
  2. Lindo, embora estejamos esperando a primavera, mas outono, ah, essa estação climática inspira, é linda demais também e deixa sempre saudade!
    Abraços linda Ana, vamos indo "renascer em brotos".

    ResponderExcluir
  3. Ah, essa imagem de folhas caindo e esse sininho, nossa, pra mim é uma calmaria, amei ver e ouvir!

    ResponderExcluir
  4. Com esperança e fé, sempre, renasceremos mais felizes. Beijos,
    Élys.

    ResponderExcluir
  5. Ana Bailune

    As folhas ao juncarem o chão apodrecem, produzindo um húmus, um azoto que fertiliza a terra. Dando a consequente renovação.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Nada melhor que renascer na primavera, adubada pelo outono.
    Ana, talvez de todos a que mais aproveita o solo das vivências, transformando em versos tuas lindas experiências. Abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  7. É o ciclo da vida e da natureza em nós! Muito lindo poema,Ana! bjs,

    ResponderExcluir
  8. Neste belo ciclo de explosão em flores é que nos leva a crer na sequencia da vida, que tudo tem seu tempo.
    Bela inspiração com reflexão.
    Abraços Ana.

    ResponderExcluir
  9. O belo exemplo da natureza inspira nossa esperança em recomeços/renovação. Mesmo no fim, ela nos mostra encantamento e a certeza da aceitação. Bjs.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Postagens mais visitadas deste blog

Doce de Abóbora

VIDA

Sentidos