segunda-feira, 5 de setembro de 2016

DIVIDIR PARA DOMINAR



DIVIDIR PARA DOMINAR


Vão tentar te convencer de que você é uma vítima do sistema, e que não tem condições de escolher erguer a cabeça, lutar pelo que quer e tornar-se quem você acredita por causa do sistema opressor; mas eles lhe oferecerão um caminho, uma luz no horizonte que só pode ser vislumbrada e alcançada através deles e de suas ideias.

Dirão que os amigos que não concordarem com você e com eles – aqueles amigos que você conhece há anos e com quem conviveu a vida inteira – estão errados, e devem ser deixados para trás. Você acreditará neles, sem perceber que Narciso acha feio o que não é espelho.


Farão você acreditar que coisas importantes, como família e valores, são o câncer da sociedade capitalista. Dirão que andar limpo e bem vestido, ir ao dentista, tomar banho e comportar-se educadamente, são atitudes repressoras impostas pelo sistema. Toda vez que você estiver diante de alguém bem vestido e limpo, seu coração se encherá de um ódio doentio por aquela pessoa que você sequer conhece, e você terá vontade de cuspir nela, agredi-la, ridicularizá-la.
cinegrafista atingido por rojão


Dirão que a sociedade lhe deve alguma coisa, e que você precisa arrancar isto dela. Passarão a fazer parte do seu vocabulário palavras como ‘igualdade’, ‘golpe’, socialismo’, ‘luta’, ‘fascismo’, ‘liberdade’ ‘opressores’ e ‘classe oprimida’, entre outras, e você passará a repeti-las aleatoriamente, como se estivesse sob hipnose, e sem realmente saber o que elas significam.


Tentarão provar a você que aqueles que lhe dão emprego são a elite dominadora, e que trabalhar para eles é escravizar-se; melhor é lutar para que tudo o que eles têm seja igualmente dividido gratuitamente entre aqueles que nada fizeram para merecê-lo. Qualquer um que tenha uma casa e um carro, um bom emprego que lhe proporcione uma boa renda e que tenha condições de viajar de vez em quando, serão seus inimigos. Dirão a você que tudo o que eles possuem foi tirado de você, alimentando assim os letais sentimentos da inveja e do ódio entre classes.




Provarão, por A+B, que os fins justificam os meios, e que é absolutamente certo ir para as ruas e quebrar propriedade alheia, explodir rojões acesos contra outros seres humanos, depredar, ferir, matar, defecar nas calçadas, sequestrar, roubar, e atacar com injúrias todos aqueles que pensam diferente de você, pois eles estão errados, são o câncer da sociedade, a classe opressora, os dominadores, os ladrões do seu bem-estar.


policial atingido por rojão


Plantarão na sua mente uma utopia que passará a cegá-lo , pois permanecerá no seu campo de visão feito uma miragem que jamais será alcançada, pois é do interesse deles que assim seja para que você sinta-se sempre próximo ao seu ‘ideal’ sem jamais alcançá-los; assim eles poderão continuar dominando sua mente através de promessas.

Você substituirá pensamentos como “O que posso fazer por mim” por outros como “O que o país deve me dar de graça”, ou “Como posso pegar aquilo que a sociedade me deve sem ter que trabalhar.” Você vai achar que tomar propriedade alheia é certo, pois ‘aquela gente’ te deve. E não enxergará que aqueles que estão puxando as suas cordinhas, na verdade, fazem parte do outro lado que o ensinam a odiar, pois pregam uma filosofia que eles mesmos não seguem.



É uma questão de tempo, apenas, até que você se transforme um boneco sem sentimentos, massa de manobra nas mãos de pessoas cujos interesses são apenas dinheiro e poder, e que usam você para conseguir o que querem, através da imposição do ódio, da inveja, da dependência moral, e do falso idealismo. Você olhará para os seus pais, amigos e demais familiares e se sentirá a milhas de distância deles, totalmente só, e irá concluir que o único caminho é seguir por onde ‘eles’ apontam.


'ativistas feministas' - pelo amor de Deus...



Em pouco tempo, você não mais existirá como indivíduo, nem se preocupará em saber se aquilo que você faz é realmente aquilo em que você acredita; se transformará naquilo que eles dizem que os outros são: uma sociedade marginal, cheia de falsos valores, opressora, dogmática, totalitária, fascista, dominadora e preconceituosa.

Você tem escolhas. Pelo seu próprio bem, eu sinceramente espero que suas escolhas sejam realmente suas. Ansiosamente espero que você saiba usar o seu discernimento, e ao invés de seguir a moda, siga a sua própria coerência. Não ouça o que estão gritando em seus ouvidos, e sim o que o seu coração diz. Pare, e escute-o com atenção. O que você quer? O que VOCÊ quer? E depois que descobrir, lute por isso, sabendo que você é capaz de alcançar o que quer através do seu trabalho e dedicação, contando com a ajuda da sua família e até mesmo desta sociedade que estão ensinando você a odiar. 



As pessoas que lhe dão empregos não são seus opressores; elas também lutam para conseguir manter seus negócios – e o seu emprego e os empregos de centenas de milhares de outras pessoas como você – neste caos em que o país se transformou. Coloque a cabeça para fora deste pano preto e fedorento com o qual estão tentando sufocá-lo, e enxergue além desta paisagem obscura que pintaram para você; a maioria dos fantasmas que lhe assombram não existem. E você tem capacidade e autonomia suficientes para lidar com aqueles que realmente existem. Seu melhor amigo é você. A pessoa com quem você mais deve contar nesta vida, é você mesmo. Sua força, motivação e incentivo poderão vir de vários lugares, mas não durarão muito tempo se sua principal fonte de origem não estiver dentro de você. 


Não seja um macaquinho amestrado.



5 comentários:

  1. Olá,Ana, boa tarde...perfeito o seu texto...não tenho muito que acrescentar,está tudo "aí", então, vou pelo básico, okei?...esse sistema impede que cada um tenha as suas próprias ideias.Sabem que muitas ideias juntas poderiam ser capazes de se opor a. Por isso, a preferência em dividir para tornar mais fácil o domínio. Procuram incutir na população uma consciência, uma forma única de agir e de pensar. Exploram circunstanciais fragilidade humana, para fazer crescer a sensação de medo e insegurança, quando não comungamos e não damos chances de sermos cooptados pelo sistema. Tentam nos ensinar que temos que confiar neles e em suas ideias, o que parece tudo ser celestial e não sendo assim, outros serão os monstros. Assim, de uma maneira que tudo pareça como um fato normal, corriqueiro, parte do cotidiano. Tentam sustentar que existe uma relação sólida entre a ideia única discursada com o sucesso individual.Puras concepções imaginárias que nos impedirá de seguir nossos sonhos, de arriscar uma tentativa ou de fazer uma mudança radical, por si só.
    Obrigado pelo carinho, feliz semana,belos dias,abraços!

    ResponderExcluir
  2. Eis a velha História, nada mudou e não mudará, que pena que é assim!
    Muito bom seu post, pelo menos induz a pensar!
    Abraços linda amiga Ana!

    ResponderExcluir
  3. Nossa realidade nua e crua!
    Ana, eles não deixarão o poder, de uma certa maneira estão nos cercando... É é um apelo tão doído, que nos comove, estamos entregando a Nação a esses marginais.
    Posso publicar em meu blog? Assino embaixo seu triste desabafo!
    Gratidão, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

O que Tem na Sua Playlist? Uma Interação

Inspirada por um comentário de paulo Bratz a um de meus posts, que fala sobre um aparelho de som que comprei na Black Friday,...