Certezas




Só sei que nada deu certo...
Meu desejo, minha voz,
Foram colhidos pela bruma.

Tudo perdeu-se na brancura,
Germinou dentro da umidade
E de manhã bem cedo,
Brotou em gotas sobre as flores,
Gotas que o sol apagou.

Te estendi as mãos vazias,
E vazias permaneceram.
Te entreguei meu coração,
Que congelou na madrugada...

O dia hoje está desfeito,
O sonho acorda, rarefeito,
Só sei que nada deu certo,
Só sei que não tem mais jeito...





Comentários

  1. Para lá do certo e do incerto, há uma tecla adormecida que requer ser tocada. É ela que transfigura a vida, é ela que esbate a linha do convencional.

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  2. O dia de hoje passou,mas amanhã é outro e tudo recomeça! Lindo! bjs,chica

    ResponderExcluir
  3. Quando tudo não dá certo, precisamos recomeçar.

    bjokas e um lindo fds =)

    ResponderExcluir
  4. Na poesia vemos com clareza
    o quanto o seguir adiante
    é imperativo.
    Encantada com esses versos.

    Bjins
    CatiahoAlc./ReflexodAlma

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Postagens mais visitadas deste blog

Doce de Abóbora

VIDA

Sentidos