terça-feira, 10 de junho de 2014

A Capa







A capa do livro era azul,
Da cor do céu invernal
Em um dia sem lembranças
De noites ou nuvens brancas.

Ranhuras de linho gris
Sob as pontas dos meus dedos;
A capa embrulha as palavras
Como balas de anis...






10 comentários:

  1. O céu é lindo se a capa do livro, for da mesma dimensão ela é maravilhosa.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  2. adoro capas de livros ... é a primeira coisa q me chama a atenção neles ... tempos q não chupo uma bala de anis ... ainda existe? rs ...

    ResponderExcluir
  3. Como não viver o além da experiência com Ana Bailune, em "A capa", como a "capa do céu?". O que pode nos fazer imaginar esses versos simples e bonitos? Obrigado, Ana, por essa singeleza própria para navegar além do que nos cercam.

    ResponderExcluir
  4. Lindooooooooooooooooooooooo! e aliás hoje estou de azul cetim.
    Beijo

    Nicinha

    ResponderExcluir
  5. Ana, pode ter usado "capa" como envólucro para sentimentos. Elas sempre cobrem algo e até a dos livros exige movimentos se desejarmos conhecer seu conteúdo. Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Que lindo Ana a vida embrulha, enrola sentimentos nobres e lindos, cabe a arte em desenrolar e decifrar cada sentimento.
    Um belíssimo trabalho amiga.Aplausos.
    Um carinhoso abraço.

    ResponderExcluir
  7. A capa do livro sempre traz muito do conteúdo!
    Bonito poema, Ana.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  8. Que versos gostosos...
    E olhar o céu sempre acalma, faz "viajar", assim como um bom livro.
    Lindo dia pra vc, abração.

    ResponderExcluir
  9. Ana, pela capa se conhece o livro e a sua está maravilhosa! bjs,

    ResponderExcluir
  10. Olá,Boa noite, Ana
    a capa , para proteger o frágil, caro e valioso conteúdo . Não é descartável e, em condições normais, permanece conectada até o seu derradeiro fim e quantas vezes a capa que foi “usada”, não nos deixa ver o caminho da essência invisível escrita apenas em palavras...
    Obrigado pelo carinho,bom final de semana,beijos!

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

IDADE

UMA BRINCADEIRA - MAS UMA BRINCADEIRA SÉRIA! IDADE A idade  tocou-me no ombro,  Perguntando: “Quem é você?” ...