terça-feira, 11 de março de 2014

MEU AMOR NASCEU DA PEDRA




O poema abaixo foi composto a pedido de Zélia Maria Freire - participação em uma brincadeira no Facebook, onde os escolhidos deveriam publicar um poema em 24 horas ou presentear seu desafiante com um livro de poesias. Zélia desafiou-me, e ficou assim:




Meu  Amor Nasceu da Pedra



Meu amor nasceu da pedra 
Do meu coração fechado
Nasceu de um pedaço quebrado
Sem tempo, sem rosto e sem regra.

Derramei-me nessa entrega, 
Mas teu coração malvado
Lacerou-me na refrega 
E marcou de dor, para sempre
meu coração magoado...

 -Antes fosse só de pedra,
Antes ficasse fechado!




5 comentários:

  1. Ficou linda tua poesia e cumpriste bem o desafio da querida Zélia! bjs às duas,chica

    ResponderExcluir
  2. Qdo o amor chega nossas resistências caem.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  3. O amor chega sempre chega para substituir um que se perdeu.

    Gostei do desafio, Ana! Criativo e inspirador.

    ResponderExcluir
  4. Só de pedra, em título, prova o a poeta, pode encantar o leitor, foi o que me aconteceu. Boa criatividade a responder ao desfio Ana.
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Lindo, Ana! Impossível manter por muito tempo o coração em pedra. Bjs.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Ah, os Italianos! - Parte II

Pôr do sol em Florença... jamais esquecerei. Continuação do texto anterior LIXO – Quando fui jogar o lixo fora pela pri...