Postagem Coletiva da Tina Bau - Um Objeto Antigo e Um Novo







Bem, todo mundo tem seus objetos preferidos, e muitas vezes, eles não tem nenhum valor material.

Começo falando de um (ou vários) objetos antigos: meus discos de vinil. Até hoje, eu os escuto, e quando o faço, é como se eu virasse uma adolescente outra vez. Lá estão meus ídolos da juventude (que ainda são meus ídolos hoje), carregando em seus ombros boa parte das minhas memórias. Adoro meu cantinho vintage, que é como chamo o quarto de hóspedes onde coloquei meu toca-discos e meus discos de vinil. É o meu refúgio.

Um objeto novo: meu leitor de livros virtuais, o Kindle. Eu o carrego para todos os lugares, está sempre comigo. Uso-o muito mais que ao meu celular. Estou sempre lendo alguma coisa, e eu adoro o Kindle, pela praticidade, portabilidade e facilidade que oferece ao baixar meus livros. Não vivo mais sem...

O que estes objetos tem em comum, é que eu os adoro, e ambos me proporcionam momentos únicos. O que eles tem de diferente, são os muitos anos e a tecnologia que os separam.

E você? Qual a sua opinião?




Comentários

  1. Os vinis ficam na recordação sempr e o leitor, bem atual.Ambos te dão alegrias! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Ana! A minha ignorância informática nãao reconhece o kindle. Vou pesqusar...
    Ah, e os vinis! Ainda os tenho, agora ditas relíquias, mas guardei para ouvir os sons da minha juventude e não desvirtuados com as novas tecnologias.
    Bom fim de semana
    Beijinho

    ResponderExcluir
  3. Olá, querida Ana
    Não me acostumei ainda com o Kindle apear de ter duas publicações minhas por lá... rs...
    Gosto de ler livros impressos...
    Bjm fraterno

    ResponderExcluir
  4. Olá, Ana, que linda forma de reviver com os vinis.
    Tenho muitos, amava ouvi-los na vitrola, que me desfiz, quando mudei para a praia.
    No entanto, ainda conservo os vinis, relutando, na esperança de voltar a ouvi-los novamente.
    Tenho muita dificuldade com o moderno, carrego, na bolsa, um livro para ler e uma linha para tecer.
    Assim, me distraio e não vejo o tempo passar, quando preciso aguardar por alguma coisa.
    Lindo, obrigada, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Postagens mais visitadas deste blog

Doce de Abóbora

VIDA

Sentidos