segunda-feira, 20 de abril de 2015

Imenso Mar




Somos gotas esquecidas
Jogadas n'alguma praia
Por uma onda distraída.

Tentamos permanecer,
Queremos sempre brilhar
E jamais evaporar...

Sobre as pedras, nós ficamos
Marcamos, com sal, as rochas
-Onda leva ao Oceano...

E a resposta que buscamos
É voltarmos a cair
No imenso mar, gotejando.




6 comentários:

  1. Lindo poema e o mar encante na sua grandeza e imensidão! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Boa noite Ana, realmente não somos nada, por mais que queiramos ficar, vamos logo evaporar. Obrigada, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  3. Olá Ana,

    O poema é lindo, profundo, e reflete a nossa pequenez diante da grandeza do Universo. Talvez um convite a exercitar melhor a nossa humildade.

    Belas imagens.

    Ótimo feriado e feliz semana.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  4. Inmensos versos ...como el mar... un placer leerte Ana.
    Feliz jueves, besos!

    http://bajolalupadegiglio.blogspot.com/

    __________ «❈❈« «❈❈« __________

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Ah, os Italianos! - Parte II

Pôr do sol em Florença... jamais esquecerei. Continuação do texto anterior LIXO – Quando fui jogar o lixo fora pela pri...