segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

REFLEXÕES



Que aquilo que eu sou em público seja um retrato fiel daquilo que eu sou quando ninguém estiver olhando. Que as minhas palavras exalem o real perfume - ou o real fedor - daquilo que eu realmente sinto e expresso. Que eu não pregue aos outros comportamentos que eu mesma não tenha.

Deus, livrai-me da hipocrisia - Principalmente, da minha!

Que eu tente aprender através de todas as coisas que a vida me apresentar, sejam elas boas ou ruins. Que eu me lembre sempre de ter compaixão, até mesmo daquelas pessoas com quem eu não me harmonizo, de modo a jamais zombar do sofrimento de quem quer quer que seja, ou de alegrar-me com ele.

Deus, livrai-me do fingimento - principalmente, do meu!

Que eu não veja, por trás dos muros e dos rostos, um inimigo em potencial, pronto a atacar-me. Que eu não procure por fantasmas por trás das palavras que me disserem ou que eu suponha que foram a mim dirigidas. Que eu saiba reconhecer os meus erros e admiti-los, ao invés de procurar por bodes expiatórios e culpá-los por eles.

Deus, dai-me discernimento - principalmente, sobre mim mesma!

Que eu saiba respeitar os espaços e os nomes dos outros e guardar-me de diminuir as pessoas a fim de sentir-me melhor a respeito de mim mesma. Que o meu sucesso não dependa jamais do fracasso alheio. Que eu me guarde da comparação e da maledicência, pois elas só conduzem ao sofrimento e aos mal-entendidos.

Deus, livrai-me da inveja - principalmente, da que eu mesma possa sentir.

Deus, livrai-me da hipocrisia!

Deus, livrai-me do fingimento!

Deus, livrai-me da inveja,

Deus, dai-me discernimento!

Acima de tudo, Deus, devolva-me um pouco da inocência que eu perdi ao tentar ganhar sabedoria e discernimento, nesse longo caminho que eu percorri para tentar livrar-me dos sentimentos de inveja, do fingimento e da hipocrisia - meus e alheios.

Que assim seja.




5 comentários:

  1. Oi Ana, suas reflexões são seríssimas, que nos volte a inocência, que de tanto interpretar e tentar nos achar e equilibrar, perdemos ao longo da vida... Se pudéssemos pedir para que ela voltasse, talvez não estivéssemos tão sozinhos... Obrigada, que em 2015 concretize todos os seus sonhos, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  2. Boa Noite Ana
    Maravilhoso desfile de mandamentos, muito a tomar em conta. Que o nosso Natal nos redima de "pecados" que porventura possamos ter cometido.
    Ficam os meus desejos de BOM NATAL... BOAS FESTAS!...

    ResponderExcluir
  3. Ana
    venho para agradecer as suas visitas e seus comentários durante o ano de 2014, e desejar um Santo Natal junto de todos os seus.
    Muito obrigada!
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Minha querida
    Que neste Natal o amor e a fraternidade esteja presente nos nossos corações num genuíno gesto de dádiva.
    Feliz Natal junto de todos que ama.
    Um beijinho

    ResponderExcluir
  5. Oi Ana!
    É uma belíssima reflexão. Faz-nos interiorizar.
    Que possamos nos lembrar do verdadeiro amor e caminhar na paz durante todos os dias do ano vindouro.
    Um abração esmagador e feliz 2015!

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

É QUE ÀS VEZES, O ADEUS PESA...

Não, não pude olhar para trás,  Atravessar aquela rua, Ir ao pé da tua janela E me despedir. Não, eu  não pude hes...