domingo, 21 de dezembro de 2014

Colheita






“Tentaram nos enterrar, mas não sabiam que éramos sementes” – provérbio mexicano

Colheita

Arranca-me do solo,
Isola-me,
Rasga as minhas folhas
Com força,
Joga-me no chão,
E pisa-me,
Cubra-me de terra
E colha-me!



3 comentários:

  1. Muito lindo e intenso,Ana! Aproveito pra te desejar um Feliz Natal e tudo de bom em 2015 ,que possamos estar sempre ,com alegria, saúde, por aqui nos encontrando! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Que belo escrito que essa força da natureza esteja em nós sempre.
    Um feliz natal pra ti e toda sua familia.

    ResponderExcluir
  3. Lindo demais Ana.
    Este é um daqueles que dá vontade de colocar numa moldura.
    Em tempo desejo a voce uma belo Natal de paz e alegrias minha amiga de longa data.
    Que cada dia seja de esperanças e boa colheita.
    Estejamos juntos novamente em 2015 nesta troca de sentimentos e sonhos de um mundo melhor.
    Abraços Ana.
    Beijo de paz amiga.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

O que Tem na Sua Playlist? Uma Interação

Inspirada por um comentário de paulo Bratz a um de meus posts, que fala sobre um aparelho de som que comprei na Black Friday,...