witch lady

Free background from VintageMadeForYou

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

Eu Tenho Algo a Dizer







Eu tenho algo a dizer.
Mas ninguém deseja me ouvir,
E isso às vezes sufoca.

Caminho de um lado ao outro
No quintal desta mesma casa,
Batendo, mil vezes, à mesma porta.

Esqueço - ou finjo esquecer
As minhas palavras sob o alpendre;
Quem sabe, alguém ouça, quem sabe alguém pense?

No dia seguinte, eu sempre volto,
E as encontro ainda úmidas de noite,
Adormecidas e esquecidas...

Penalizada, eu as pego de volta,
Coloco no bolso, mas num gesto louco,
Jogo-as todas pelo chão, com raiva,
Pisoteando-as sem piedade.

Afinal, o que são palavras, o que são palavras?
Apenas setas afiadas de um coração,
Filtradas pelo crivo de uma mente jocosa,
Em momentos de ociosa solidão...





4 comentários:

  1. Bom dia. Excelente poema. Adorei de verdade:)) Obrigada pela partilha :))

    Hoje : Pensamentos libertinos nas ondas do mar
    Bjos
    Votos de uma óptima Sexta - Feira

    ResponderExcluir
  2. Caros leitores,
    convidamos-vos a ler o capítulo 2 do nosso conto escrito a várias mãos "Ecos de Mentes", que esta semana nos chegou pela mão da Luísa Vaz Tavares, interpretando Gabriel.

    Sempre com o mesmo carinho por vós
    saudações literárias!

    ResponderExcluir
  3. As palavras, sempre tão cúmplices das nossas solidões… O melhor é deixá-las correr pela página branca. Alivia tanto…
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Parceiros

PALHA

  Vasculho o entulho Desse meu silêncio Em busca de algo Que eu tenha a dizer, Uma inspiração, Palavra parida Do ventre da vida. O vento fus...