Escola de Vida







A fantasia era o sonho de um ano,
Costurada com fios de suor,
Ornada com diamantes de lágrimas,
Bordada com pequenas pedras
De preciosas ilusões
Malogradas.

A vida era levada
Unicamente por causa
Daquele único dia, 
Daquela hora tão sonhada
E abençoada
Na qual ela seria aplaudida
E admirada.

E o resto da vida passava,
Deixando confetes e serpentinas espalhados
Por um chão mal varrido
Coberto com as cores desbotadas
Daquilo que ela nem viu,
Do que poderia ter sido...





Comentários

  1. Boa tarde, o inesperado acontece e o amor aparece, entra sem pedir licença, alimenta-se e vive-se intensamente enquanto dura, parabéns pelo poema e pelo seu dom poético.
    AG

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Postagens mais visitadas deste blog

Doce de Abóbora

VIDA

Sentidos