quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

AS FLORES SABEM








Os lírios e as dálias
Sabem.
As campânulas, frésias e madressilvas,
As rosas e as margaridas
Sabem.

Está na pétala ainda amarrotada,
No brilho da cor,
No perfume,
No botão.

Está no caule e nas folhas,
Nas raízes,
No seio da terra que nutre,
Nas múltiplas matizes.

Os miosótis e os cravos
Sabem.
As prímulas e manacás da serra
Também sabem.

Está na seiva que corre nos caules,
Nos talos molhados de orvalho,
Na chuva que beija,
No sol que colore,
E quando elas murcham,
E quando elas caem.







PESSOAL, AS FOTOGRAFIAS DE TODOS OS MEUS SEGUIDORES EM TODOS OS MEUS BLOGS, SIMPLESMENTE DESAPARECERAM - NÃO SEI SE VOCÊS CONSEGUEM VISUALIZÁ-LAS. MAIS UM MISTÉRIO DO GOOGLE! TENTEI DE TUDO, MAS NÃO CONSEGUI RESOLVER. ACHO QUE VAI SER MAIS UM DAQUELES PROBLEMAS QUE ACABARÃO SE RESOLVENDO SOZINHOS. 


9 comentários:

  1. Isto nem as flores sabem explicar: Onde estão as fotos?

    Desculpe, mas não resisti à tentação da brincadeira.

    Coisas do Blogger.

    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois que você falou de suas carinhas é que dei falta delas no meu também. Não estás só neste infortúnio.

      Cadê as CARINHAS? Quero-as de volta, já!

      Beijão

      Excluir
    2. Instalei o google+followers e os seguidores com as carinhas voltaram ... rs

      Excluir
    3. Ana Bailune
      As flores sabem, claro que sabem, como eu sei que ler os teus poemas, como o presente, é ter a certeza de que se é tocado por uma bela poesia.
      Os seguidores, podem ver as suas fotos.
      Bjs

      Excluir
    4. Vou tentar, Paulo... mas já estava instalado, vou ver se 'desinstalou' sozinho. Obrigada pela dica!

      Excluir
    5. Karaka! acabei de responder seu comentário, e as carinhas apareceram sozinhas... Mistéééééério...

      Excluir
  2. Vinha comentar hoje, Ana e dei com a tua notícia do desaparecimento da nossas lindas carinhas.
    logo fui à procura e bem lá no fundo da página estávamos todos !

    LI o teu belo poema AS FLORES SABEM.
    Gostei imenso e logo desde o início.
    Muito tocante.
    Muita sensibilidade, Ana !

    E tive que reter o seu final :
    " E quando elas murcham,
    E quando elas caem."

    Adorei mesmo !

    Um beijo, querida amiga das palavras doces.


    ResponderExcluir
  3. Boa tarde, "As flores sabem" e admiram o seu dom poético a criar lindos e belos poemas, não sou flor, mas também admiro, a pétala ainda amarrotada, com brilho da cor, o perfume e botão.
    Feliz fim de semana,
    AG

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Exageros

    Assisti a um vídeo na internet no qual uma drag queen montada dava palestras em uma escola para crianças que, aparentemente, t...