Lágrima









A lágrima é um alívio,
Dor em estado líquido,
É chuva em solo seco
Consolo ao desconsolo
É rio que se estende
Entre duas distâncias.


A lágrima é palavra
Que escorre, silenciosa,
Sem medo ou vaidade,
Demonstra à inconstância
Da vida, e a saudade
Sem pompa ou circunstância.


A lágrima é a resposta
Que a vida nos entrega
Quando tudo se acaba;
A lágrima é a aldrava
Que bate, bate, bate,
Sobre a porta fechada.


A lágrima é o alívio
Que nunca será cura,
A reação mais doce
Quando a vida é mais dura.


Mas mostra que no peito
Vazio de alegria
Existe um coração
Que embora esteja morto,
Há de bater, um dia...





Comentários

  1. Ai, Ana !...
    Que bonito e quanto de verdade !

    Um beijo, querida amiga.

    ResponderExcluir
  2. Linda sua poesia. A lágrima também poderia ser o choro da alma!!!! Parabéns. Excepcional criação, Ana!

    ResponderExcluir
  3. Que lindo, a lágrima acontece quando a alma não consegue mais levar a dor sozinha. Vem em estado tão puro, tão verdadeiro que não aceita nenhuma opinião, apenas deseja ficar sozinha para tentar a recuperação.
    Show, Ana!
    Bj.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Postagens mais visitadas deste blog

Doce de Abóbora

VIDA

Sentidos