Naquela Flor





...E havia algo naquela flor,
Uma lágrima caída,
Formatada em dor.

Pétala encolhida,
Ressentida,
Vazia de amor.

Mas breve foi seu tempo,
Sua história,
Seu tormento...

Porém, eu a vi,
Soube de sua existência,
Gravei seu momento.




Comentários

  1. Que linda inspiração, linda a flor!
    Abraços amiga Ana!

    ResponderExcluir
  2. Uma flor sempre ficará gravada em nossa memória.
    Abraços,
    Élys

    ResponderExcluir
  3. Boa noite, querida Ana!
    Gostei muito! A florzinha singela tem vida curtinha mas encanta na sua efervecência...
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir
  4. Boa noite, querida Ana!
    Gostei muito! A florzinha singela tem vida curtinha mas encanta na sua efervecência...
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir
  5. Boa noite Ana!
    Que sensibilidade mais linda e sentida!
    Delicadeza incrível, amei, parabéns!

    *PS:. amanhã mais descansada vou ler O Anjo do Porão, já vi na chamada que é o fim. :(

    ResponderExcluir
  6. Naquela flor todo o encanto que a poetisa sabe como revelar.
    Amei Ana.
    Semana linda para voce.
    Meu terno abraço.

    ResponderExcluir
  7. Lindo poema!

    Inspirado e sensível.


    Muito bom minha amiga.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Postagens mais visitadas deste blog

Doce de Abóbora

VIDA

Sentidos